tek.sapo.pttek.sapo.pt - 23 set. 17:11

Gigantes tecnológicas fazem parceria para construir consola que vai desafiar a Nintendo Switch

Gigantes tecnológicas fazem parceria para construir consola que vai desafiar a Nintendo Switch

A consola portátil foi construída em parceria entre a Logitech e a Tencent, mas conta com a ajuda da Microsoft e NVidia. O objetivo é oferecer uma consola totalmente centrada nos serviços de gaming em cloud streaming.

Em agosto surgiram os rumores de que a Logitech e a Tencent estavam a produzir uma consola de jogos portátil, bastante inspirada na Nintendo Switch. A consola híbrida da Nintendo, que se encontra em fim de vida, sendo apontada a sua sucessora para 2023, continua a inspirar outras empresas tecnológicas a seguir o mesmo caminho.

A Logitech G CLOUD Gaming Handheld foi oficializada pela marca e diferencia-se por funcionar exclusivamente como um hub de serviços de subscrição de cloud gaming. Nesse sentido teve o apoio direto da Microsoft, com o seu serviço Game Pass na variante de xCloud e a NVidia que através do seu GeForce Now garante o acesso à biblioteca de jogos do Steam dos utilizadores.

As duas fabricantes foram parceiras diretas para garantir suporte nativo na consola, no entanto, é possível instalar aplicações de outros serviços e aceder aos respetivos catálogos, incluindo o Steam Link para jogar do PC remotamente, o Google Stadia e o Amazon Luna, por exemplo. No entanto, os utilizadores têm de garantir as respetivas subscrições dos serviços que utilizar, uma vez que nenhum está incluído na aquisição da consola. Da mesma forma que os utilizadores podem ver vídeos do YouTube ou serviços de streaming com o Netflix.

Veja na galeria imagens da consola

A Nintendo já tinha mostrado que a sua consola Switch se poderia libertar do hardware para oferecer jogos via streaming, que de outra forma eram impossíveis de processar, entre eles Resident Evil 7, Assassin’s Creed Odyssey, Control ou Dying Light 2, para dar alguns exemplos. A Logitech quis dessa forma oferecer uma consola exclusiva para streaming, descartando dessa forma a necessidade de hardware poderoso, explorando assim um modelo mais leve e com maior autonomia.

Assim, as especificações da consola são modestas, sendo basicamente um smartphone Android 11 dentro de uma carcaça com a típica configuração de botões e analógicos. O seu processador é um Snapdragon 720G da Qualcomm, um processador de oito núcleos com uma velocidade de relógio até 2,3 GHz. Tem um ecrã IPS LCD tátil de 7 polegadas, com uma resolução de 1080p e 450 nits de brilho. Tem 4 GB de RAM LPDDR4 e 64 GB de armazenamento interno, expansível através de cartões microSD.

A consola suporta Wi-fi Dual-band de 2,4 e 5 GHz, assim como comunicação Bluetooth 5.1. A sua bateria permite até 12 horas de utilização com uma única carga, sendo carregado em 2,5 horas via USB-C.

Veja o vídeo

A Logitech não parece inventar a roda com esta consola portátil, mas sim otimizar ao máximo para uma utilização exclusiva de serviços de streaming. No entanto, obriga os jogadores a terem sempre rede e não suporta LTE, ou seja, cartões SIM, amarrando assim a consola a um uso doméstico ou em locais com Wi-fi.

A consola chega no dia 17 de outubro ao mercado dos Estados Unidos e Canadá por um preço de 299,99 dólares.

NewsItem [
pubDate=2022-09-23 16:11:00.0
, url=https://tek.sapo.pt/noticias/computadores/artigos/gigantes-tecnologicas-fazem-parceria-para-construir-consola-que-vai-desafiar-a-nintendo-switch
, host=tek.sapo.pt
, wordCount=477
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_09_23_895111668_gigantes-tecnologicas-fazem-parceria-para-construir-consola-que-vai-desafiar-a-nintendo-switch
, topics=[tecnologia, gaming, streaming, logitech g cloud gaming handheld, consolas, logitec, computadores]
, sections=[ciencia-tecnologia]
, score=0.000000]