observador.ptobservador.pt - 23 set. 00:34

Fisco intensifica controlo a faturas de comércio e serviços a consumidores

Fisco intensifica controlo a faturas de comércio e serviços a consumidores

Será reforçada "necessidade de comunicação prévia das séries de faturação para que AT disponibilize código de validação a incluir no Código Único do Documento", obrigatório em janeiro de 2023.

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) vai intensificar a sua presença no terreno numa ação a nível nacional dirigida aos setores de comércio e de prestação de serviços a consumidores finais, visando detetar desconformidades na faturação.

Na mira desta intensificação do controlo das obrigações de faturação, cujo anúncio foi agora publicado no Portal das Finanças, estarão situações relacionadas com a não emissão de fatura, não observância dos requisitos formais dos documentos emitidos, não utilização de Programa de Faturação Certificado ou ainda a falta do Código QR nos documentos emitidos por Programas de Faturação Certificados.

As referidas ações decorrerão a nível nacional e visarão sobretudo “setores do comércio a retalho e de prestações de serviços a consumidores finais, que evidenciam práticas desconformes ao quadro legal vigente em matéria de obrigações de faturação, apesar dos esforços desenvolvidos pela Autoridade Tributária e Aduaneira no âmbito de diversas estratégias de apoio ao cumprimento voluntário, e cujo risco é significativamente incrementado pela presença de turistas estrangeiros”.

Na mesma informação, a AT precisa que estas ações, além de um caráter preventivo e pedagógico, se revestem também de uma componente informativa.

Desta forma, “será reforçada junto dos operadores económicos a necessidade de comunicação prévia das séries de faturação, para que a AT possa disponibilizar o respetivo código de validação a incluir no ATCUD (Código Único do Documento)”.

Este código de validação a incluir no ACTUD será obrigatório para todas as faturas e documentos fiscalmente relevantes a partir de 1 de janeiro de 2023, independentemente do meio através do qual os documentos são emitidos.

A AT lembra que, embora ainda não seja obrigatório, já disponibiliza esta possibilidade desde o final de 2021, de modo que todos os operadores económicos tenham a possibilidade de efetuar a necessária adaptação de forma atempada.

NewsItem [
pubDate=2022-09-22 23:34:05.0
, url=https://observador.pt/2022/09/23/fisco-intensifica-controlo-a-faturas-de-comercio-e-servicos-a-consumidores/
, host=observador.pt
, wordCount=289
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_09_22_746223998_fisco-intensifica-controlo-a-faturas-de-comercio-e-servicos-a-consumidores
, topics=[consumidores, autoridade tributária]
, sections=[]
, score=0.000000]