tek.sapo.pttek.sapo.pt - 26 jan. 07:15

Adoção de serviços na Cloud em Portugal está abaixo da média europeia

Adoção de serviços na Cloud em Portugal está abaixo da média europeia

De acordo com dados da NTT DATA, apesar dos desafios na adoção de serviços Cloud, também são apontadas oportunidades, como a elasticidade da infraestrutura, a inovação tecnológica e o controlo de custos.

Um novo estudo acerca da adoção de serviços Cloud por parte do setor financeiro em Portugal revela que, apesar de se verificar uma evolução positiva, o panorama é também marcado por desafios. A situação vai além do setor financeiro e, segundo o Eurostat, as entidades portuguesas estão 9% abaixo da média europeia no que respeita à utilização de serviços na “nuvem”: 36% versus 45%, respetivamente, em 2021.

De acordo com a NTT Data, a dimensão das empresas presentes no mercado português é um dos motivos que poderá explicar este atraso, se bem que nem sempre se aplique a todos os casos. Por outro lado, 71% das grandes organizações já utilizam serviços cloud, um valor que se aproxima mais da média europeia de 74%, embora este seja o segmento que teve o menor crescimento desde 2019 (18%). 

Clique nas imagens para mais detalhes 

Os dados do estudo dão a conhecer que 95% das entidades financeiras questionadas afirmam estar num processo de avaliação da adoção de serviços Cloud. Por outro lado, 5% das organizações admitem não ter intenção de optar pela tecnologia, tanto a curto como médio prazo.

Segundo os especialistas, os indicadores permitem verificar que há um movimento comum de análise e integração de Cloud, com a tecnologia a ser vista como uma opção credível para a transformação dos sistemas  no que respeita à sua utilização para projetos específicos (12%), para provas de conceito e estudos (24%) ou como uma das opções tecnológicas estratégicas da entidade (64%).

O nível de integração da tecnologia nas entidades inquiridas é descrito como significativo: 76% reconhecem ter entre 10% a 40% dos seus processos suportados na Cloud e 18% afirmam que mais de 40% das suas aplicações já se encontram na “nuvem”.

No que toca ao tipo de utilização, 18% das entidades participantes afirmam suportar os ambientes não produtivos em tecnologia cloud; 47% indicam deter sistemas periféricos/ não core em cloud; e, para 53%, esta tecnologia desempenha funções de suporte direto a processos de negócio

A complexidade e os riscos na migração dos sistemas legacy são apontados como principais desafios à implementação da tecnologia, uma vez que requerem o investimento de grande parte dos orçamentos de TI. Além dos desafios relacionados com o esforço requerido para a modernização dos parques aplicacionais, as entidades reconhecem a escassez de recursos humanos especializados.

Embora existam desafios, as entidades também apontam oportunidades da transição para a Cloud, como a elasticidade da infraestrutura (70%); a inovação tecnológica (65%) e o controlo de custos (55%).

Olhando para o panorama internacional, os Estados Unidos são o país que tem servido de referência em matéria de adoção de serviços Cloud, segundo dados da Gartner. Já na Europa, Suécia, Finlândia, Dinamarca e Noruega são os países cujas organizações registam uma maior adoção de tecnologia cloud.

Note-se que, ao longo dos últimos anos, foi também possível registar crescimentos em países como a Itália, cuja adoção da tecnologia por parte de organizações subiu de 23%, em 2018, para 60% em 2021, ou a Polónia, que registou um crescimento de 11%, em 2018, para 29%, em 2021.

NewsItem [
pubDate=2023-01-26 07:15:00.0
, url=https://tek.sapo.pt/noticias/negocios/artigos/adocao-de-servicos-na-cloud-em-portugal-esta-abaixo-da-media-europeia
, host=tek.sapo.pt
, wordCount=510
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2023_01_26_1896179659_adocao-de-servicos-na-cloud-em-portugal-esta-abaixo-da-media-europeia
, topics=[cloud, tecnologia, ntt data, sector financeiro, portugal, empresas, estudo]
, sections=[economia, sociedade, ciencia-tecnologia]
, score=0.000000]