A Liga portuguesa de futebol foi a sétima que mais dinheiro gastou em transferências esta temporada, de acordo com informação compilada pelo Observatório do Futebol (CIES).

It’s an English game 😮🤑😵 Top 🔟 leagues 🌐 for transfer expenditure during summer 2022 & winter 2023 transfer windows ❗️ > €3⃣billion, almost 5⃣0⃣% of the total 🆙 #PremierLeague #SerieA #Ligue1 #LaLiga #Bundesliga #Eredivisie #PrimeiraLiga #Brasileirao #ProLeague #SuperLig pic.twitter.com/uL03A3vmbN

— CIES Football Obs (@CIES_Football) January 25, 2023

O CIES revelou esta quarta-feira as dez ligas mundiais que mais gastaram em contratações e Portugal surge na sétima posição com 221 milhões de euros investidos em passes de futebolistas, dados que englobam as janelas de transferências de verão e inverno (ainda aberta até ao final deste mês).

O SL Benfica, com 88,8 milhões de euros investidos esta época, arca com 40% das despesas em transferências registadas esta temporada em Portugal. Se alargarmos o espectro para FC Porto (48 milhões) e Sporting CP (45,9), é possível concluir que os três grandes têm 82% do investimento na Primeira Liga esta temporada.

A principal Liga portuguesa consegue ficar atrás de todas as “Big5” (Premier League, Serie A, Ligue 1, La Liga e Bundesliga) e é ainda ultrapassada pela Eredivisie (principal campeonato holandês) que é também a competição que ameaça ficar com o sexto lugar no ranking da UEFA (que ainda pertence a Portugal) que permite a entrada de três equipas na Liga dos Campeões.

Sem surpresa, a Premier League é a competição que mais dinheiro investe em passes de futebolistas com um total de 3,2 mil milhões de euros. Para chegar a um valor semelhante, têm que se somar as despesas das cinco ligas que antecedem o principal campeonato europeu esta temporada. O Chelsea é o clube inglês que mais contribui para esta diferença com 460,5 milhões de euros gastos em transferências esta época. The post Liga portuguesa foi a sétima no mundo que mais gastou em transferências esta época (com áudio) first appeared on O Jornal Económico .