A Disney era uma espécie de Gepeto: dava alma a bonecos. Tornando os bonecos gente, voltamos à estaca zero e perde-se a graça, que era ver gente transformada em boneco