www.dinheirovivo.ptdinheirovivo.pt - 21 set. 18:31

Os desafios da mobilidade – Semana Europeia da Mobilidade.

Os desafios da mobilidade – Semana Europeia da Mobilidade.

A propósito da Semana Europeia da Mobilidade - um dos maiores eventos relacionados com a mobilidade sustentável - é necessário passar da teoria à prática.

Num cenário ideal, em linha com os objetivos climáticos definidos pelo Acordo de Paris, e os compromissos das empresas sobre a neutralidade carbónica em 2050, a mobilidade surge como um tema chave para a mitigação das alterações climáticas e consequente redução de emissões de gases com efeito de estufa (GEE). No entanto, para o efeito desejado, teremos de passar dos simbolismos à prática, por forma a poder ser efetivamente promovida a sustentabilidade da mobilidade.

De forma consciente, deveremos estar preparados para a grande mudança da mobilidade, que é necessária e que se quer mais inovadora, eficiente, inteligente e comprovada. Há que trabalhar para cumprir o desígnio de melhorar os serviços e a qualidade de vida de todos. Para isso, é essencial promover a otimização de recursos e garantir a redução das emissões de GEE em todas as formas modais tanto no transporte rodoviário, ferroviário, marítimo e aéreo, quer de pessoas ou mercadorias. Tal desígnio requer soluções tecnológicas diversas, que já estão em desenvolvimento, e tecnologias emergentes, sejam na produção de combustíveis renováveis, gases renováveis e geração elétrica renovável, seja na captura e uso do carbono.

Quando falamos em mobilidade sustentável deveremos ter sempre em consideração a eficiência energética das soluções. Na mobilidade urbana temos já várias respostas eficazes, como sejam a incorporação de 11% de componente renovável nos atuais combustíveis e os combustíveis aditivados, que são mais eficientes que o combustível simples; o Gás de Petróleo Liquefeito (GPL), que através da transformação dos atuais motores podemos obter equipamentos bi-fuel; e o Gás Natural Veicular (GNV). A aposta no processo de eletrificação da mobilidade é também uma importante medida, especialmente nas áreas urbanas, ainda assim, para que a sua eficácia seja transversal temos de conseguir assegurar que é proveniente de uma fonte de energia que seja renovável. Para que se torne numa medida que permita granjear os resultados necessários, é assim urgente melhorar todo o ecossistema envolvente, através de incentivos financeiros significativos e de uma infraestrutura com capacidade operacional de resposta.

Deveremos, ainda, ter em consideração outras fontes de energia alternativas como hidrogénio - seja qual for a cor que o designa, desde que produzido a partir de fontes renováveis de eletricidade - ou outros exemplos de biocombustíveis, como os que são produzidos a partir de resíduos, ou os combustíveis sintéticos, produzidos a partir de CO2 removido da atmosfera.

O hidrogénio, assim como os seus derivados, cuja relevância para o futuro foi recentemente reconhecida pela Comissão Europeia, podem gerar muita energia com pouco volume, tornando-se altamente adequados para as necessidades de mobilidade de longa distância, tais como o transporte urbano e de mercadorias, marítimo ou aéreo. No setor da aviação, por exemplo, ainda não é possível garantir a sustentabilidade das viagens intercontinentais pela via da eletrificação devido ao elevado peso das baterias, que dificultaria a descolagem. Por conseguinte, a alternativa poderá ser aumentar a percentagem de bioquerosene, que é produzido a partir de óleos vegetais, de resíduos da indústria agroalimentar, de resíduos florestais e, até, de uma fração orgânica dos resíduos sólidos urbanos.

A mobilidade sustentável requer múltiplas soluções. E é nosso dever continuar a trabalhar na criação de alternativas multienergéticas para uma mobilidade mais amiga do ambiente, partilhada, interligada e autónoma.

Iniciativas como a Semana Europeia da Mobilidade devem continuar nas nossas agendas. Esta efeméride lembra-nos do esforço que todos temos de fazer para, em conjunto, promovermos a sustentabilidade da mobilidade, em prol do futuro das nossas sociedades e do nosso planeta.

Armando Oliveira, administrador-delegado da Repsol Portuguesa

NewsItem [
pubDate=2022-09-21 17:31:00.0
, url=https://www.dinheirovivo.pt/opiniao/os-desafios-da-mobilidade-semana-europeia-da-mobilidade-15185011.html
, host=www.dinheirovivo.pt
, wordCount=571
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_09_21_1301895417_os-desafios-da-mobilidade-semana-europeia-da-mobilidade
, topics=[opinião, economia]
, sections=[opiniao, economia]
, score=0.000000]