observador.ptobservador.pt - 6 ago. 16:15

Archie não é caso único. "Blackout Challenge" já fez outras vítimas, dos EUA a Itália

Archie não é caso único. "Blackout Challenge" já fez outras vítimas, dos EUA a Itália

"Desafio" consta em vídeos do Tik Tok, mas é anterior à rede social — os EUA identificaram o primeiro caso em 1995. Família da Pensilvânia já processou rede social.

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Uma família nos EUA está a processar o Tik Tok depois de a filha de 10 anos ter morrido na sequência do que os pais acreditam ter sido um “desafio” que circula naquela rede social — em que os utilizadores sustêm a respiração para impedir a entrada de oxigénio (recorrendo a uma corda, um cinco ou outro meio, por exemplo) até perder os sentidos. Chama-se “Blackout Challenge” e poderá ter sido o mesmo “desafio” que matou Archie Battersbee, crê a família. Nos últimos anos, já se contam por uma mão os casos de crianças que terão morrido sufocadas de forma semelhante.

A família de Archie Battersbee coloca no “Blackout Challenge” (blackout pode significar desmaio) a causa da morte da criança. A falta de oxigénio no cérebro terá causado a Archie danos cerebrais que os médicos acreditavam ser irreversíveis.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.

NewsItem [
pubDate=2022-08-06 15:15:51.0
, url=https://observador.pt/2022/08/06/archie-nao-e-caso-unico-blackout-challenge-ja-fez-outras-vitimas-dos-eua-a-italia/
, host=observador.pt
, wordCount=193
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_08_06_549505199_archie-nao-e-caso-unico-blackout-challenge-ja-fez-outras-vitimas-dos-eua-a-italia
, topics=[redes sociais]
, sections=[]
, score=0.000000]