www.dinheirovivo.ptdinheirovivo.pt - 6 ago. 16:51

Empresa portuguesa Nelo quer celebrar em Paris2024 hegemonia na canoagem competitiva

Empresa portuguesa Nelo quer celebrar em Paris2024 hegemonia na canoagem competitiva

Fabricante de caiaques de competição quer ″conquistar″ nas olimpíadas de Paris ″umas 20 medalhas″, das 30 que serão atribuídas na modalidade

A empresa portuguesa Nelo, líder internacional no fabrico de caiaques de competição, está apostada em "manter a dianteira" olímpica na canoagem, focando-se numa "ainda maior especialização" dos seus barcos para celebrar dois terços das medalhas em Paris2024.

"Em Tóquio2020 conquist��mos 24 medalhas em 36 possíveis e o nosso objetivo é manter essa proporção. Em Paris2024 o número de eventos é reduzido de 12 para 10 e as medalhas de 36 para 30, pelo que desejamos umas 20, um resultado em linha com o habitual, com pódios completos - ou quase - em todos os eventos", disse à agência Lusa o diretor-executivo do projeto sedeado em Vila do Conde.

André Santos lembra que a Nelo passou a destacar-se em Atenas2004, pelo que essa seria a melhor forma de "celebrar o marco importante de 20 anos de liderança mundial de caiaques de competição".

Mais do que apresentar um novo modelo para o ciclo olímpico iniciado este ano, o projeto do português Manuel Ramos, o primeiro campeão nacional de canoagem, e conhecido por Nelo, surge com três, que encaixam em outros tantos perfis de atletas.

"Chegamos a um grau de especialização tão elevado que seria difícil ter um único modelo para ir ao encontro das expectativas de canoístas com características diferentes, seja físicas ou técnicas", justificou André Santos.

O segredo da liderança internacional não passa apenas pelas questões técnicas, mas pela proximidade no apoio em todas as provas internacionais das diferentes especialidades "e na capacidade de ouvir o bom e o mau, agindo em cima dessas recomendações para ir de encontro às expectativas dos atletas no desempenho dos barcos e do serviço que o acompanha".

O modelo 'quattro' é um barco mais clássico e tradicional, o 'cinco' é um modelo mais solto e ágil, usado por Fernando Pimenta, e o '7' tem mais direção, mais seguro no êxito de navegação, o preferido de Teresa Portela, especificou

A Nelo vende para mais de 100 países e anualmente produz cerca de 5.000 caiaques, 4.000 dos quais para competição, com preços para o K1 (há ainda K2 e K4) que variam entre os 1.600 e 3.500 euros.

NewsItem [
pubDate=2022-08-06 15:51:00.0
, url=https://www.dinheirovivo.pt/empresas/empresa-portuguesa-nelo-quer-celebrar-em-paris2024-hegemonia-na-canoagem-competitiva-15075560.html
, host=www.dinheirovivo.pt
, wordCount=344
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_08_06_1932714105_empresa-portuguesa-nelo-quer-celebrar-em-paris2024-hegemonia-na-canoagem-competitiva
, topics=[canoagem, empresas, economia, nelo]
, sections=[economia]
, score=0.000000]