pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 6 ago. 14:00

"O Homem mais odiado da Internet" é o documentário da Netflix que precisa ver

"O Homem mais odiado da Internet" é o documentário da Netflix que precisa ver

Em julho estreou na Netflix o documentário "O Homem mais odiado da Internet", baseado em factos reais. E esta é uma série que precisa de ver.

A Netflix tem ao dispor dos clientes uma vasta variedade de conteúdos, desde filmes, séries, documentários, entre outros. Existem conteúdos para todos os gostos e também para várias idades, e muitos deles acabam por ser baseados parcial ou totalmente em factos reais.

No mês de julho anunciámos as estreias de séries e filmes nesse mês na plataforma e, entre os títulos, um que se destacou foi "O Homem mais odiado da Internet". E este é um documentário que precisa de ver.

"O Homem mais odiado da Internet"

Este documentário é um original Netflix e foi para o ar no dia 27 de julho. É totalmente baseado em factos reais e envolve uma arrepiante e bizarra situação que traz à baila o tema da segurança informática.

Trata-se de uma série documental com três episódios, a rondar a duração de 1 hora cada um, onde ficamos a conhecer a história de Hunter Moore, o seu maquiavélico site IsAnyoneUp dedicado à vingança pornográfica, e a espantosa dedicação da mãe de uma das vítimas em conseguir que a fotografia da filha fosse removida desse mesmo site, iniciativa que a levou ainda mais longe ao defender dezenas de outras vítimas.

Sem revelarmos muitos detalhes desta série, acrescentamos que a intenção de Hunter Moore, um sujeito completamente desequilibrado a nível psicológico e sem qualquer empatia pelas vítimas, era expor as pessoas numa plataforma com milhares de visualizações, ganhando dinheiro com isso (e gabando-se publicamente também!). As fotografias divulgadas, de nudez e poses comprometedoras, podiam ser inseridas por qualquer utilizador, retirando daí toda e qualquer responsabilidade de Moore.

E se aparentemente as autoridades estavam de mãos e pés atados neste assunto, uma vez que é escassa e/ou inexistente a legislação mais específica neste âmbito, o caminho para a punição de Hunter foi trilhado através da descoberta de pirataria aos e-mails das vítimas para daí serem retirados ilegalmente os conteúdos colocados depois no site.

Este é uma história que, por um lado, mostra a vulnerabilidade dos serviços informáticos e a importância de se apostar em fortes configurações de segurança nos mesmos, ao mesmo tempo que evidencia aquilo que o ser humano pode ser capaz através de atos que arrastam consigo a autoestima, reputação e toda a vida pessoal, social e profissional das pessoas.

Caso seja assinante da Netflix, pode ver este documentário na plataforma de streaming, cuja ligação se encontra no botão seguinte.

O Homem mais odiado da Internet

NewsItem [
pubDate=2022-08-06 13:00:33.0
, url=https://pplware.sapo.pt/internet/o-homem-mais-odiado-da-internet-e-o-documentario-da-netflix-que-precisa-ver/
, host=pplware.sapo.pt
, wordCount=394
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_08_06_1851834963_-o-homem-mais-odiado-da-internet-e-o-documentario-da-netflix-que-precisa-ver
, topics=[tecnologia, documentário, hacker, crime, netflix, cinema, o homem mais odiado da internet, segurança informática, pirataria, internet]
, sections=[vida, sociedade, ciencia-tecnologia]
, score=0.000000]