observador.ptObservador - 7 ago. 00:21

Do parto sem dor ao parto onde calhar

Do parto sem dor ao parto onde calhar

Há algumas décadas discutia-se o parto sem dor. Agora estamos no parto onde calhar. Mas nâo é o SNS que falha. São as grávidas que não sabem aceder.

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Antes de ir para férias juro que as notícias eram sobre as urgências que não funcionavam, umas escassas semanas fora e no regresso constato que a notícia agora foca-se nas urgências que funcionam: “Urgência de obstetrícia e bloco de partos assegurados na Maternidade Alfredo da Costa e São Francisco Xavier. A Maternidade Alfredo da Costa e o Hospital São Francisco Xavier atualizaram as escalas do serviço de urgência de obstetrícia e ginecologia e do bloco de partos, garantindo o seu normal funcionamento no fim de semana.” Temos de convir que isto sim é realmente uma mudança estrutural no SNS: notícia é quando funciona! Realmente até agora governo algum tinha conseguido uma alteração deste nível.

Inerente a esta mudança é o facto de termos deixado de nos indignar com o que não funciona ou funciona mal no SNS, mas sim com as pessoas, porque são as pessoas que não sabem usar o SNS, não o SNS que não atende pessoas. Assim a primeira regra do novo SNS é precisamente essa: não é o SNS que falha mas sim as grávidas que não sabem como recorrer a ele, nomeadamente não sabem usar a informação contida no portal, coisa que em alguns casos se revela mais difícil que um parto propriamente dito.  Por exemplo, uma grávida que resida na área do Hospital Garcia de Orta, em Almada, tem de ser uma especialista em enigmas. Esta semana, no muito recomendado portal da saúde, o horário de funcionamento do Bloco de Partos daquele hospital passa directamente das 8 horas de sexta para as 8 horas de segunda. O que fazer caso se entre em trabalho de parto no sábado ou domingo? Ou às seis da manhã de segunda-feira? Ir ao hospital mais próximo pode não ser necessariamente a resposta certa.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.

NewsItem [
pubDate=2022-08-06 23:21:20.0
, url=https://observador.pt/opiniao/do-parto-sem-dor-ao-parto-onde-calhar/
, host=observador.pt
, wordCount=351
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_08_06_1800619253_do-parto-sem-dor-ao-parto-onde-calhar
, topics=[opinião, saúde da mulher, serviço nacional de saúde]
, sections=[opiniao]
, score=0.000000]