observador.ptObservador - 4 ago. 00:21

L'Etat c'est eux

L'Etat c'est eux

Costa (que ataca empresas) e Marcelo (que defende D. Clemente) não hesitam em intimidar quem perturbe os seus interesses. Em Portugal, o respeitinho prevalece sobre o enquadramento constitucional.

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Episódio 1. Esta semana, após uma entrevista do presidente da Endesa que anunciou aumentos de 40% nas facturas de electricidade, o primeiro-ministro interveio com todo o vigor. Esclareceu ou desmentiu as declarações do presidente da Endesa com os números que, a seu ver, serão os correctos? Nada disso: António Costa retaliou e executou um ataque directo sobre a empresa. A partir de agora, a administração pública não pode proceder ao pagamento de quaisquer facturas emitidas pela Endesa sem validação prévia por parte do governo. Mais: o primeiro-ministro incentivou os organismos públicos a consultar o mercado, com vista à “contratação de novos prestadores de serviço que mantenham práticas comerciais adequadas”. A interferência no mercado é evidente. A retaliação política também, assim como o aviso: quem se meter com o governo de António Costa sofrerá as consequências.

Como sempre na política, há quem censure esta actuação (PSD-IL) e há quem bata palmas (PCP-BE). Mas o ponto não é tanto de opções políticas (porque o governo tem poder para decidir), mas de formas de exercer o poder. O primeiro-ministro montou uma reacção em tom de ameaça contra uma empresa privada. E, para piorar, nada neste comportamento é inédito. No passado, António Costa desencorajou o uso da operadora Altice (após os incêndios de Pedrógão Grande), acusou a EDP de “contabilidade criativa e manhas”, prometeu “dar uma lição exemplar” à GALP. Ou seja, António Costa está sucessivamente a pisar o risco para intimidar todos os agentes políticos e económicos que não estejam alinhados com o seu governo. Isto é, a todos os níveis, um comportamento censurável.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.

NewsItem [
pubDate=2022-08-03 23:21:56.0
, url=https://observador.pt/opiniao/letat-cest-eux/
, host=observador.pt
, wordCount=315
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_08_03_279856999_l-etat-c-est-eux
, topics=[opinião, antónio costa, democracia, presidente marcelo, constituição da república portuguesa]
, sections=[opiniao]
, score=0.000000]