www.jn.ptjn.pt - 5 jul. 16:38

Enfermeiros exigem valorização profissional

Enfermeiros exigem valorização profissional

Valorização da profissão, horários compatíveis com a vida familiar e social, sete horas de trabalho diário, folgas asseguradas e horas extraordinárias pagas foram algumas das reivindicações que os enfermeiros apresentaram nesta terça-feira de manhã, à porta do IPO do Porto.

"Eles pedem, pedem e voltam a pedir e nós damos e voltamos a dar, mas não temos contrapartidas nenhumas", queixou-se uma das enfermeiras do Instituto Português de Oncologia (IPO). "Há um somatório de injustiças inacreditáveis", acrescentou.

"Estou aqui há 26 anos e ainda não tive subida de carreira, a única coisa que tive foi ser considerada especialista, mas nada de progressões salariais", sublinhou outra profissional. "Estou aqui há um ano e vou ser mandada embora porque supostamente vim só para substituir uma colega na sua ausência", declarou outra das contestatárias.

A enfermeira Mónica Silva, enfermeira no IPO há 24 anos, explicou que quando foi atualizado o salário base para licenciados, a instituição considerou isso como uma progressão de carreira. O facto é que não foi e a enfermeira saiu prejudicada. "Tive que devolver todo o dinheiro que me foi pago nessa altura e estou praticamente no mesmo patamar de quem entrou hoje para trabalhar, isto ao fim de 24 anos", afirmou. "Muitas vezes estamos em casa de folga, ligam-nos para trabalhar e nós temos que vir. Só estou aqui por amor à camisola, porque gosto do que faço e quero estar aqui para os meus utentes", observou. Mónica garante que muitos dos seus colegas já deixaram a profissão devido a estes problemas.

Fátima Monteiro, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, destacou que "falta uma proposta concreta e objetiva" para resolver estas questões. "Temos pedido reuniões com a administração [do IPO], mas não é marcada. O Governo promete mas não concretiza, não há nada por escrito", assinalou a sindicalista.

Os enfermeiros já avançaram para tribunal com as reivindicações. "Nós não pedimos nada mais do que aquilo que já é nosso por direito", referiu Mónica Silva.

Fátima Monteiro explicou que os enfermeiros já ganharam algumas causas em tribunal, mas que ainda não é suficiente. "Não devia ser necessário ir a tribunal para nos darem algo que é justo", referiu.

"É nítida a falta de investimento na Saúde, o Estado tem que ter a noção que a necessidade de recursos vai ser cada vez maior. A esperança de vida dos portugueses tem aumentado, e a medicina inovadora acarreta custos. A política tem que investir fortemente na Saúde se quer tratar as pessoas de uma forma digna", disse António Ferreira, enfermeiro no bloco operatório do Hospital de São João, no Porto, concluindo que "medidas pontuais como a ministra tem tomado não resultam, tem que haver uma mudança estrutural".

O PCP também esteve presente na manifestação, defendendo o investimento no SNS e na valorização dos profissionais.

Em comunicado, o Conselho de Administração do IPO assegurou que "todo o trabalho que os profissionais de enfermagem realizam para além das horas contratualizadas é remunerado em trabalho extraordinário".

"Em contexto de pandemia, e para substituir profissionais ausentes, foi necessário recorrer a um maior número de horas em trabalho extraordinário de forma a assegurar dotações seguras nos diferentes serviços/turnos, sempre em acordo com os respetivos profissionais", acrescentou, assinalando que os detalhes da progressão nas carreiras estão em análise pela tutela. "É uma matéria que está previsto ser reavaliada no Orçamento de Estado, não tendo o Conselho de Administração qualquer intervenção no mesmo", afirmou.

A administração garantiu, ainda, que está disponível para ouvir os profissionais e que agendará, logo que oportuno, a reunião.

NewsItem [
pubDate=2022-07-05 15:38:00.0
, url=https://www.jn.pt/local/noticias/porto/porto/enfermeiros-exigem-valorizacao-profissional--14994665.html
, host=www.jn.pt
, wordCount=532
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_07_05_1355641996_enfermeiros-exigem-valorizacao-profissional
, topics=[porto, ipo porto, enfermeiros, concelho porto, local, manifesta��o]
, sections=[sociedade]
, score=0.000000]