www.dinheirovivo.ptdinheirovivo.pt - 24 jun. 09:39

Baixas por doença ultrapassam dois milhões nos primeiros cinco meses do ano

Baixas por doença ultrapassam dois milhões nos primeiros cinco meses do ano

Foram atribuídas mais 912.626 baixas médicas de janeiro a maio, comparativamente ao período homólogo. Estado já gastou 617 milhões de euros.

Mais de dois milhões de prestações de doença foram atribuídos de janeiro a maio deste ano, o que se traduz num aumento de 82% face ao período homólogo. Em termos absolutos, totalizam-se mais de 912.626 baixas por doença do que as atribuídas nos primeiros cinco meses do passado ano, noticia o jornal Público esta sexta-feira.

Segundo os dados apresentados pelo Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP) do Ministério do Trabalho, citados pelo matutino, o número de baixas médicas este ano tem sido sempre superior, em comparação aos registos do ano anterior. Nesta fase do ano, já foram registadas mais do dobro do que no período homólogo.

Só em maio, o valor médio do subsídio atribuído foi de 335,15 euros, 2,8% superior aos 326,14 euros em abril. Ou seja, apenas para cobrir as prestações pagas no passado mês foram desembolsados 111,6 milhões de euros. Observando os primeiros cinco meses de 2022, a despesa ascende aos 627 milhões de euros, o que, novamente, se converte num aumento - neste caso de 181,9 milhões (40,9%) - face ao período homólogo, no qual as baixas médicas custaram 445 milhões de euros.

NewsItem [
pubDate=2022-06-24 08:39:00.0
, url=https://www.dinheirovivo.pt/economia/nacional/baixas-por-doenca-ultrapassam-dois-milhoes-nos-primeiros-cinco-meses-do-ano-14964741.html
, host=www.dinheirovivo.pt
, wordCount=185
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_06_24_482568850_baixas-por-doenca-ultrapassam-dois-milhoes-nos-primeiros-cinco-meses-do-ano
, topics=[baixas, economia, nacional, doença, ministério do trabalho]
, sections=[economia, sociedade]
, score=0.000000]