visao.sapo.ptvisao.sapo.pt - 24 jun. 12:27

Exame Informática | Trocar impressoras a laser para jato de tinta reduz 1,3 milhões de toneladas de dióxido de carbono por ano

Exame Informática | Trocar impressoras a laser para jato de tinta reduz 1,3 milhões de toneladas de dióxido de carbono por ano

Estudo encomendado pela Epson à Universidade de Cambridge conclui que uma mudança mundial de impressoras a laser em todo o mundo para equivalentes a jato de tinta permitira reduzir as emissões de energia para 52,6%, poupando 1,3 milhões de toneladas de dióxido de carbono todos os anos

Tim Forman, da Universidade de Cambridge, assina o estudo encomendado pela Epson onde se conclui que a troca de impressoras de laser por jatos de tinta, em todo o mundo, até 2025, traria importantes benefícios ambientais. O estudo foi realizado no âmbito da campanha Turn Down the Heat, da Epson com a National Geographic, e aponta para reduções das emissões de energia de 52,6%, o equivalente a retirar 280 mil carros da estrada durante um ano.

Para se atingir a neutralidade carbónica, um futuro de zero emissões líquidas de carbono para a atmosfera, o estudo recomenda que a energia consumida globalmente por todos os eletrodomésticos reduza 25% até 2030 e 40% até 2040.

Segundo o autor do estudo, citado em comunicado de imprensa, “este projeto de investigação provou que é possível um caminho para um futuro com zero emissões líquidas de carbono para a impressão, desde que as pessoas mudem para os produtos mais eficientes em termos energéticos, tanto em casa como nos escritórios, e que as empresas reduzam o carbono associado ao fabrico destes produtos (…) é crucial que continuemos a melhorar a eficiência energética dos eletrodomésticos – e a reduzir a energia necessária para os produzir – para evitar os piores cenários de alterações climáticas”.

Além da troca por alternativas mais amigas do ambiente, o estudo sugere ainda três formas de se produzir uma mudança coletiva: inovação tecnológica para se aumentar os padrões tecnológicos de eficiência energética e redução da intensidade energética do fabrico (a tecnologia de impressão a jato Heat Free da Epson, que não requer calor no processo de ejeção de tinta é apontada como exemplo); cooperação internacional para alinhar todos os membros do Parlamento Europeu, encorajar a adoção de eletrodomésticos mais eficientes e melhorar a rotulagem de eficiência; mudança de comportamento coletivo, com escolhas mais acertadas e informadas.

Para o estudo, além das comparações de consumos energéticos em operação, os autores consideraram ainda os ciclos de vida indicativos das impressoras modernas com base na metodologia de ensaio mais atualizada da Energy Star.

NewsItem [
pubDate=2022-06-24 11:27:00.0
, url=https://visao.sapo.pt/exameinformatica/noticias-ei/ciencia-ei/2022-06-24-trocar-impressoras-a-laser-para-jato-de-tinta-reduz-dioxido-de-carbono/
, host=visao.sapo.pt
, wordCount=333
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_06_24_1899051679_exame-informatica-trocar-impressoras-a-laser-para-jato-de-tinta-reduz-1-3-milhoes-de-toneladas-de-dioxido-de-carbono-por-ano
, topics=[tecnologia, climáticas, tinta, jato, laser, ambiente, ciência, alterações, mercados, exame informática, impressora]
, sections=[economia, ciencia-tecnologia]
, score=0.000000]