observador.ptobservador.pt - 24 jun. 08:01

Comandos acabam com prova de choque que em 2016 causou a morte de dois recrutas: "A sede não se treina"

Comandos acabam com prova de choque que em 2016 causou a morte de dois recrutas: "A sede não se treina"

Prova de choque que em 2016 causou a morte de dois recrutas dos Comandos deixou de existir. "De cada vez que treinamos a sede, estamos a criar lesões irreversíveis" assumiu responsável ao Expresso.

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Prestes a comemorar 60 anos de existência, na próxima quarta-feira, 29 de junho, os Comandos revelam que a prova de choque que em 2016 esteve na origem da morte dos recrutas Hugo Abreu e Dylan Silva já não existe.

“A sede não se treina”, disse ao Expresso o tenente-coronel Ricardo Camilo, comandante do Batalhão de Formação do Regimento de Comandos, explicando que para a prova inicial da instrução, que incluía o chamado “treino de desidratação”, os recrutas levam agora 4 litros de água na mochila de hidratação e mais outro litro no cantil. E isto se as temperaturas estiverem “amenas”, acrescentou. Se estiver mais calor, os instruendos podem ainda pedir para serem reabastecidos.

“Dados estatísticos da NATO dizem que, de cada vez que treinamos a sede, estamos a criar lesões irreversíveis. Hoje sabemos isso”, justificou o militar, frisando que o treino da sede e o treino para saber lidar com a falta de hidratação e de água são coisas diferentes.

Comandos. As 20 horas que mataram os dois recrutas

Apesar da mudança, garantiu ainda o tenente-coronel, a exigência do curso mantém-se — o que está expresso nas estatísticas da instrução, que raramente veem chegar ao fim mais do que 20 ou 30 recrutas de entre os 60 a 80 que são, a cada seis meses, selecionados para esta tropa de elite do Exército português.

Pensados para terem 400 militares, os Comandos, que foram reativados em 2002, têm neste momento 253 efetivos.

NewsItem [
pubDate=2022-06-24 07:01:19.0
, url=https://observador.pt/2022/06/24/comandos-acabam-com-prova-de-choque-que-em-2016-causou-a-morte-de-dois-recrutas-a-sede-nao-se-treina/
, host=observador.pt
, wordCount=248
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_06_24_1394519410_comandos-acabam-com-prova-de-choque-que-em-2016-causou-a-morte-de-dois-recrutas-a-sede-nao-se-treina
, topics=[militares, defesa, exército]
, sections=[]
, score=0.000000]