www.jn.ptjn.pt - 23 jun. 12:58

Sound Waves, 21 horas de dança sem parar em Esmoriz

Sound Waves, 21 horas de dança sem parar em Esmoriz

Festival está de volta para maratona de música eletrónica. A 2 julho haverá sessões de Luke Slater, Ben Klock, Dave Clarke ou Carlos Manaça.

Vai ser quase um dia inteiro - das 16 horas de sábado às 13 horas de domingo - de festim eletrónico nos dois palcos instalados junto à praia de Esmoriz. Na sua 15.ª edição, o Sound Waves, ativado sob o lema de "único festival em Portugal com o coração no tecno e a essência no underground", preenche o cartaz com perto de três dezenas de artistas oriundos de países como Alemanha, Itália, Inglaterra ou Espanha, além de um forte contingente nacional que explora as diferentes tintas e pulsações da música tecno.

Após dois anos de interregno motivados pela pandemia, é mais um festival que se reergue para um verão que se afigura como autêntica pauta musical. Criado em 2005, o Sound Waves cedo ganhou reputação internacional e atraiu fãs de música de dança de toda a Europa. Novos magotes de estrangeiros e portugueses de todo o território são esperados em Esmoriz.

Frente internacional

Num alinhamento recheado de DJ consagrados mundialmente, destaque para a presença de Planetary Assault Systems (ou Luke Slater), produtor britânico que agita as pistas desde o início dos anos 1990; Dave Clarke, inglês residente em Amsterdão que obteve reputação lendária com o seu cruzamento de linguagens; Ben Klock, um dos alquimistas em foco na atual cena eletrónica de Berlim - cidade expoente da música tecno; Klangkuenstler, outro berlinense em ascensão, notório pela sua fusão de trance e tecno; Boston 168, dupla italiana formada por Sergio Pace e Vincenzo Ferramosca que aplica a música ácida e o psicadelismo à batida tecno; a alemã Stella Bossi, nome em franca ascensão neste universo, com ampla popularidade em diversas redes sociais; ou Toni Alvarez, histórico DJ da Galiza que enche as sessões de groove e dark tecno.

Craques lusos

Assinale-se ainda a presença de craques portugueses como Carlos Manaça, que faz suar corpos há 35 anos e é um dos grandes embaixadores da música de dança nacional; Danni Gato, que tem vindo a afirmar-se como referência internacional na área do afro-house; Du/Art, outro peso pesado do tecno português que bebeu nas melhores fontes: Carl Cox, Rush ou Ben Sims; Link98, um dos mais viajados DJ lusitanos, com presença em clubes e festivais de vários continentes; ou Miss Sheila, a sul-africana que granjeou o título de "rainha do tecno em Portugal" graças à sua técnica e estilo inconfundíveis.

É preparar os corpos para uma maratona de ritmos trepidantes e hipnóticos.

O cartaz do festival Sound Waves, versão 2022, ostenta o seguinte alinhamento: no palco principal estarão Ben Klock, Boston 168, Dave Clarke, Klangkuenstler, Planetary Assault Systems, SNTS, Stella Bossi, Toni Alvarez, Carlos Manaça, Carol d"Souza, Du/Art, Link98, Danni Gato e Miss Sheila; pelo Palco Circus vão passar Andy Menace, André Dias, Arvvela, Cuba Libre, Engineer, Mesk, Michael Slim, Richard C, Robert Mott, Rui Gomes, Rui Pinto, Ruy Kraizen, Sandro M e Sandro Martins.

NewsItem [
pubDate=2022-06-23 11:58:00.0
, url=https://www.jn.pt/artes/sound-waves-21-horas-de-danca-sem-parar-em-esmoriz--14962198.html
, host=www.jn.pt
, wordCount=464
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_06_23_1944328158_sound-waves-21-horas-de-danca-sem-parar-em-esmoriz
, topics=[sound waves, artes]
, sections=[vida]
, score=0.000000]