24.sapo.ptPatrícia Reis - 22 jun. 12:31

TAP – Take Another Plane

TAP – Take Another Plane

Durante anos, defendi a TAP como quem defende o país e o seu bom nome, uma companhia de bandeira, a nossa. Aqui chegada, a minha relação com a TAP ...

Além do caos do aeroporto de Lisboa, considerado o piorzinho de todos, temos ainda que lidar com uma companhia aérea que não aprende, nem quer, que desumaniza os serviços e que se está nas tintas para o cliente. Até o livro de reclamações está feito para que a malta desista de reclamar. Tenho um amigo que não teve para desistências e fez por nós uma reclamação sobre o livro de reclamações. Não sei se lhe trará alguma coisa, tão-pouco uma resposta, mas percebo que o tenha feito. É exasperante. 

Eis a situação que vivemos: marcámos uma viagem e, de repente, constatámos que seria mais inteligente partir de Lisboa por outra cidade no mesmo país. Ligámos à TAP, a informar e a pedir para mudar o dito destino de voo de partida. Que não, isso é que não vai dar, comprem outro bilhete para regressar. Isto ao telemóvel, depois de mais de 40 minutos à espera de que alguém estivesse disponível. Ok, comprámos outro bilhete, refilámos, maldissemos a vidinha, mas tudo bem.

No dia em que deveríamos regressar não tínhamos voo. A explicação da TAP? Então, como os senhores não apareceram no voo que compraram de partida de Lisboa, cancelámos o regresso. Ah, e têm de pagar 80 euros por falta de comparência. Então, mas eu telefonei, eu expliquei a situação toda, as chamadas são gravadas, como é que é possível? Depressa concluímos que, se queríamos regressar a Lisboa, era mesmo crucial comprar outro bilhete de avião. Disseram-nos que podíamos reclamar. Ok, desembolsamos o dinheiro, mas ainda há esperança. Mentira, não há esperança alguma, porque a TAP tem um livro de reclamações que faz todos os possíveis para que não se consiga fazer o que é devido: reclamar. 

O meu amigo decidiu escrever cartas para todos os destinatários possíveis, da administração da TAP à DECO, não há quem não tenha lido a nossa saga. Serve-nos de alguma coisa? Duvido, mas fica aqui o registo público e o meu repúdio. Estou como aquelas pessoas que pagam anúncios de jornal, para avisar que se divorciaram da pessoa X, e que não são responsáveis pelas dívidas da mesma. Também não sei se resulta, mas neste momento é o possível. Portanto, TAP, aqui me despeço de ti para todo o sempre. Não foi um prazer. 

NewsItem [
pubDate=2022-06-22 11:31:37.0
, url=https://24.sapo.pt/opiniao/artigos/tap-take-another-plane
, host=24.sapo.pt
, wordCount=379
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_06_22_260770715_tap-take-another-plane
, topics=[opinião]
, sections=[opiniao]
, score=0.000000]