www.jn.ptjn.pt - 14 mai. 21:06

A ″guerra híbrida″ contra a Rússia e as fronteiras que o G7 não vai reconhecer

A ″guerra híbrida″ contra a Rússia e as fronteiras que o G7 não vai reconhecer

O 80.º dia de guerra fica marcado pela acusação do ministro dos Negócios Estrangeiros russo de que o Ocidente anunciou uma "guerra híbrida total" contra a Rússia e que todos sentirão as consequências. Já Volodymyr Zelensksy recebeu mais uma importante visita dos EUA e defendeu que "a Rússia deve ser reconhecida como um Estado patrocinador do terrorismo". Eis os pontos-chave do dia.

"Guerra híbrida total" contra a Rússia

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov, disse que o Ocidente anunciou uma "guerra híbrida total" contra a Rússia e avisou que todos sentirão as consequências decorrentes. Disse ainda que os esforços internacionais para isolar a Rússia política e economicamente estão condenados ao fracasso.

Recuo em Kharkiv

As tropas russas estão a recuar dos arredores da segunda maior cidade ucraniana, Kharkiv, após semanas de intensos bombardeamentos. O estado-maior da Ucrânia diz que os militares russos querem focar-se na proteção das rotas de abastecimento enquanto lançam morteiros, artilharia e ataques aéreos na província de Donetsk.

G7 nunca reconhecerá fronteiras que Rússia pretende impor

"Não reconheceremos nunca as fronteiras que a Rússia está a tentar mudar com a sua intervenção militar", declararam os ministros dos Negócios Estrangeiros do G7, numa declaração difundida no âmbito de uma reunião de três dias em Wangels, no norte da Alemanha.

Presidente finlandês falou com Putin

De acordo com a agência Reuters, o presidente da Finlândia, Sauli Niinistö, contactou Vladimir Putin para falar sobre a adesão iminente do país à NATO.

"A conversa foi direta e decorreu sem contrariedades. Evitar as tensões foi o ponto considerado relevante", disse o chefe de Estado finlandês através de um comunicado.

A Finlândia, lê-se no mesmo comunicado, "quer lidar com as questões práticas de ser um país vizinho da Rússia de uma forma correta e profissional".

"Vladimir Putin sublinhou que o fim da política tradicional de neutralidade militar seria um erro, já que não existe qualquer ameaça à segurança da Finlândia", fez saber o Kremlin.

Visita do Partido Republicano a Kiev

Uma delegação do Partido Republicano, na oposição nos Estados Unidos, encabeçada pelo seu líder no Senado, Mitch McConnell, reuniu-se este sábado em Kiev com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, para manifestar apoio à Ucrânia na guerra contra a Rússia.

"A Rússia deve ser reconhecida como um Estado patrocinador do terrorismo", disse o presidente ucraniano.

Kiev a "descomunizar"

O Arco da Amizade dos Povos, um monumento soviético emblemático no centro de Kiev, tornou-se este sábado o Arco da Liberdade do Povo Ucraniano.

"Hoje a Câmara Municipal decidiu 'descomunizar' o nome do Arco da Amizade dos Povos. Agora será o Arco da Liberdade do Povo Ucraniano", anunciou o presidente da câmara de Kiev, Vitali Klitschko, numa mensagem no Telegram.

Portugal congelou moradia milionária de Abramovich

O ministro português dos Negócios Estrangeiros disse que Portugal leva "muito a sério" as sanções da União Europeia (UE) a oligarcas russos, confirmando o congelamento de uma moradia de Roman Abramovich, no Algarve.

Esforços para retirar mais 60 pessoas de Azovstal

Os esforços das autoridades ucranianas no que diz respeito à siderúrgica Azovstal estão agora focados na retirada de cerca de 60 pessoas, incluindo feridos graves e pessoal médico, disse a vice-primeira-ministra da Ucrânia, Iryna Vereshchuk, em declarações à televisão local.

Êxodo de refugiados ucranianos supera o da Venezuela

A invasão da Ucrânia pela Rússia já originou um êxodo de refugiados ucranianos superior ao registado na Venezuela (6 milhões), ao alcançar os 6,1 milhões, segundo os números divulgados pelo Alto Comissariado para Refugiados da ONU (ACNUR). Só nas últimas 24 horas foram registadas mais de 30 mil saídas.

NewsItem [
pubDate=2022-05-14 20:06:00.0
, url=https://www.jn.pt/mundo/a-guerra-hibrida-contra-a-russia-e-as-fronteiras-que-o-g7-nao-vai-reconhecer-14857021.html
, host=www.jn.pt
, wordCount=512
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_05_14_770289596_a-guerra-hibrida-contra-a-russia-e-as-fronteiras-que-o-g7-nao-vai-reconhecer
, topics=[guerra na ucrânia dia a dia, alertas, mundo, guerra na ucr�nia dia a dia]
, sections=[actualidade]
, score=0.000000]