ionline.sapo.ptionline.sapo.pt - 13 mai. 13:12

Setúbal: refugiados ucranianos

Setúbal: refugiados ucranianos

Não faz sentido nenhum o acolhimento de refugiados ucranianos estar sob a alçada de russos radicados no país, a Ucrânia está em guerra com a Rússia.

A Guerra na Ucrânia sente-se, cada vez mais, por via da inflação, aumento dos combustíveis, em Setúbal e noutras câmaras, com os refugiados.

Uma das câmaras visadas é a CM Setúbal em que o seu executivo, minoritário assenta no PCP na coligação CDU ( PCP e Verdes). A Associação de Imigrantes Países de Leste ( EDINSTVO) fundada por Igor Jashin que, por acaso, era presidente do Centro Cultural Russo, segundo o Expresso.

Para completar o cenário foi contratada a mulher de Igor Jashin pela CM Setúbal, verdade seja dita, antes da invasão russa na Ucrânia.

Depois da Invasão russa os serviços da CM Setúbal e nomeadamente o seu presidente, André Valente Martins deveriam ter tido o máximo de cuidado e separar as águas.

Igor Jashin tinha boas relações com Moscovo, em 2014, segundo relato da imprensa, defendeu a anexação da Crimeia pela Rússia.

Este senhor não é a pessoa recomendável para ter acesso e informações de ucranianos. Não se trata, somente, do acesso indevidos a dados de ucranianos, mas preservar a sua segurança  e das suas famílias.

Somos o país da Europa mais distante da Ucrânia, mas parece que temos em Portugal muitos russos para controlarem os refugiados ucranianos.

Este acontecimento tem sido uma tormenta e um furacão, mas como a maioria dos assuntos jurídicos em Portugal não vai dar em nada ou muito pouco. Infelizmente em Portugal a culpa é sempre dos outros e morre solteira.

Já começaram o atirar culpas uns para os outros. O presidente da CM Setúbal atira as culpas para o Governo de António Costa. O governo é que devia ter informado e alertado que a Associação era pró-Putin. O governo responde que é inadmissível tal ter acontecido.

O enredo vai continuar o PS e PSD, respectivamente, com 4 vereadores e 2 vereadores , juntos valem mais do que os 5 vereadores do PCP. Porém não me parece que o executivo vá ser destituído.

O presidente da CM Setúbal dever-se-ia ter demitido, mas não o fez nem o vai fazer. Em Portugal não há o hábito de assacar com as responsabilidades, mas de culpar terceiros ou ignorar.

Toda esta situação é lamentável e inaceitável. Os refugiados ucranianos fogem de uma guerra e vêm-se meter na boca do lobo. Isto é, fogem da guerra e dos russos, mas têm à perna russos a saberem quem são, para onde vão e com quem vão.

O PCP anda com azar, já lhe chegava a sua posição incompreensível na guerra, agora, este caso dos refugiados numa câmara comunista.

Este assunto faz lembrar o ocorrido, o ano passado na CM Lisboa com Fernando  Medina, em que foram facilitadas informações sobre manifestantes, mas pouco ou nada aconteceu.

A CM Lisboa pagou uma multa de 1,25 milhões de euros e Fernando Medina tornou-se Ministro das Finanças.

Este  “caso” dos refugiados em Setúbal vai dar em nada.

NewsItem [
pubDate=2022-05-13 12:12:36.0
, url=https://ionline.sapo.pt/artigo/771021/set-bal-refugiados-ucranianos?seccao=Opiniao_i
, host=ionline.sapo.pt
, wordCount=459
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_05_13_807400664_setubal-refugiados-ucranianos
, topics=[opinião]
, sections=[opiniao]
, score=0.000000]