pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 13 mai. 20:00

Cientistas cultivaram plantas em solo lunar, pela primeira vez

Cientistas cultivaram plantas em solo lunar, pela primeira vez

Um grupo de cientistas da University of Florida cultivou uma planta em solo lunar, recolhido das missões Apollo, pela primeira vez.

Para que as estadias fora da Terra possam ser mais prolongadas, garantindo a saúde dos astronautas, é importante que seja possível cultivar plantas, de alguma forma. Pela primeira vez, um grupo de cientistas conseguiu fazê-lo em solo lunar.

Tornando-se numa possibilidade poderá ser um elemento importante em futuras missões.

Um grupo de cientistas da University of Florida cultivou uma planta em solo lunar, pela primeira vez. Uma vez que não voaram até à Lua, a NASA trouxe a Lua até eles, fornecendo-lhes amostras do solo lunar recolhidas em diferentes locais, durante três missões Apollo, há cinco décadas.

Esta investigação é fundamental para os objetivos de exploração humana a longo prazo da NASA, pois precisaremos de utilizar recursos encontrados na Lua e em Marte para desenvolver fontes alimentares para os futuros astronautas que vivem e operam no espaço profundo.

Esta investigação fundamental sobre o crescimento de plantas é também um exemplo chave de como a NASA está a trabalhar para desbloquear inovações agrícolas que nos poderiam ajudar a compreender como as plantas podem ultrapassar condições stressantes em áreas com escassez de alimentos aqui na Terra.

Disse o chefe da NASA Bill Nelson.

Estudar possibilidades de cultivo é importante para as futuras missões lunares

Os cientistas colocaram sementes da planta Arabidopsis em pequenas amostras do solo lunar pobre em nutrientes e esperaram para ver se algo acontecia. Embora tenham começado a nascer rebentos, cerca de dois dias depois do cultivo, os cientistas perceberam, depois do sexto dia, que as plantas não eram tão saudáveis como seriam caso tivessem sido plantadas na Terra.

Após o 20.º dia, pouco antes das plantas começarem a florescer, a equipa colheu-as, moeu-as e estudou o seu RNA (ácido ribonucleico). Este é um ácido nucleico presente em todas as células vivas, que apresenta semelhanças estruturais com o ADN.

Cientistas Rob Ferl, à esquerda, e Anna-Lisa Paul, à direita

Cientistas Rob Ferl, à esquerda, e Anna-Lisa Paul, à direita

Os resultados desse estudo confirmaram que as plantas tinham experimentado stress e tinham respondido de forma semelhante àquela que a planta Arabidopsis responde noutros ambientes hostis – exemplo disso são solos com abundância de sal ou metais pesados. Além disso, os cientistas perceberam que a qualidade do solo lunar varia, uma vez que uma amostra produziu resultados de crescimento mais pobres do que as outras.

Posto isto, a equipa pretende utilizar as amostras do solo lunar para cultivar mais sementes e perceber, efetivamente, as suas potencialidades.

Os resultados deste e de outros estudos semelhantes poderão ter implicações significativas nas futuras missões espaciais de longa duração, uma vez que possibilitará que os astronautas consumam alimentos mais frescos do que aqueles a que têm acesso agora.

Leia também:

Rússia vai cultivar vegetais numa estufa espacial

NewsItem [
pubDate=2022-05-13 19:00:33.0
, url=https://pplware.sapo.pt/ciencia/cientistas-cultivaram-plantas-em-solo-lunar-pela-primeira-vez/
, host=pplware.sapo.pt
, wordCount=432
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_05_13_439044519_cientistas-cultivaram-plantas-em-solo-lunar-pela-primeira-vez
, topics=[tecnologia, plantas, astronautas, missões, lua, ciência]
, sections=[ciencia-tecnologia]
, score=0.000000]