observador.ptobservador.pt - 15 jan. 15:47

Covid-19. Internamentos voltam a subir mas são 25% dos que havia no pico do inverno passado

Covid-19. Internamentos voltam a subir mas são 25% dos que havia no pico do inverno passado

Os internamentos hospitalares com Covid-19 voltaram a subir, neste sábado, e superam as 1.700 pessoas. Porém, no pico pandémico do início de 2021, chegaram a ser três vezes mais.

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os internamentos hospitalares com Covid-19 voltaram a subir, neste sábado, e superam as 1.700 pessoas. Porém, no pico pandémico do início de 2021, chegaram a ser quase 7.000 pessoas, ou seja, apesar de o número diário de novos casos ser quase o dobro, a pressão hospitalar corresponde a cerca de 25% do que havia no inverno passado.

Depois de se ter mantido inalterado na véspera, o número de internados hospitalares com Covid-19 voltou a subir. Entre doentes que entraram nos hospitais e outros que terão tido alta, o saldo de internamentos aumentou em 34, para um total de 1.733 pessoas. Porém, há que notar que, como têm indicado alguns responsáveis hospitalares, nem todos são doentes cuja causa primária do internamento é a infeção pelo novo coronavírus.

Ainda assim, este é o número mais elevado desde 3 de março. Nesse dia (3 de março de 2021), havia 1.827 pessoas internadas com Covid-19, uma contagem que baixou para 1.708 no dia seguinte. Portugal chegou a ter 6.869 pessoas internadas com Covid-19, no dia 1 de fevereiro de 2021.

Quanto ao número de doentes em cuidados intensivos, que aumentou em um, neste sábado, totaliza 163 pessoas. É a contagem mais elevada desde meados de agosto (a 12 de agosto havia 169).

Foram, também, reportados mais 38.136 novos casos de Covid-19 em Portugal em 24 horas, uma pequena descida depois de terem surgido mais de 40 mil casos diários em cada um dos três dias anteriores.

Um em cada quatro novos casos detetados nas últimas 24 horas surgiram em pessoas que têm até 19 anos, segundo os dados da DGS. De acordo com a informação oficial, foram detetados ao longo do dia de sexta-feira (este boletim é atualizado até à meia-noite) exatamente 4.161 casos em crianças com menos de nove anos, quase 11% do total.

Além destes, foram detetados no último dia da semana em que reabriram as escolas 5.330 casos em crianças/jovens com entre 10 e 19 anos. No seu conjunto são, portanto, cerca de 25% das infeções registadas nestas 24 horas.

O relatório aponta, também, para 33 óbitos atribuídos pelas autoridades de saúde à infeção com o novo coronavírus, menos um do que os 34 apontados no dia anterior.

Um dos 33 óbitos registados nas últimas 24 horas diz respeito a uma mulher que tinha entre 20 e 29 anos, aumentando para 16 o número de pessoas em Portugal que morreram com Covid-19 nesta faixa etária, até ao momento. Abaixo dos 20 anos, houve seis mortes de pessoas ainda mais novas.

Houve, também, quatro óbitos em pessoas que estavam na casa dos 50 anos, um homem e três mulheres, segundo os dados da DGS. Entre as restantes mortes estão, ainda, duas mulheres com 60-69 anos, cinco com 70-79 anos e os restantes 21 tinham mais de 80 anos de idade.

Mais de 28 mil pessoas foram consideradas recuperadas da infeção pela Covid-19 nas últimas 24 horas. Segundo o boletim deste sábado da DGS, foram 28.067.

Ainda assim, com o aumento de 38.136 em novos casos identificados, o número de casos ativos subiu em mais de 10 mil pessoas (para 309.633).

Até ao momento, desde que a pandemia começou, já foram detetados 1.852.703 casos de infeção, 1.523.800 dos quais considerados recuperados. Houve, até agora, 19.270 mortes atribuídas à Covid-19 no País.

A zona norte do País foi aquela que teve mais infeções detetadas, nestas últimas 24 horas. Foram 14.899 testes positivos nessa região, ou seja, 39% do total (que é de 38.136).

Na região de Lisboa e Vale do Tejo surgiram 13.585 casos positivos, no centro 4.649, no Alentejo 1.224 e no Algarve 1.219. Já nos Açores detetaram-se 427 novas infeções, com a Madeira a voltar a ter mais de dois mil diagnósticos num só dia: 2.133 novos casos.

No que diz respeito aos óbitos, foram 14 na região que inclui Lisboa, 12 no norte, cinco no centro, uma no Alentejo e uma na Madeira.

NewsItem [
pubDate=2022-01-15 15:47:17.0
, url=https://observador.pt/2022/01/15/covid-19-internamentos-voltam-a-subir-mas-sao-25-dos-que-havia-no-pico-do-inverno-passado/
, host=observador.pt
, wordCount=658
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_01_15_1528986649_covid-19-internamentos-voltam-a-subir-mas-sao-25-dos-que-havia-no-pico-do-inverno-passado
, topics=[coronavírus]
, sections=[]
, score=0.000000]