www.dinheirovivo.ptdinheirovivo.pt - 14 jan. 19:26

Pt tou aki

Pt tou aki

Uma pessoa quer que eles se mexam. Quer que eles se mexam e que se sentem diretos nos sofás. Já agora, que não estejam sempre a olhar para os telemóveis. Os telemóveis - alguém devia escrever um livro sobre a era dos telemóveis à qual chamam erradamente era da globalização. Adiante. E essa pessoa, que são todos os pais do mundo, também quer que eles conversem, quer que dialoguem, que façam perguntas. No fundo quer que construam frases com sujeito, verbo, complemento direto e já agora indireto. Só que eles não conseguem. Hoje, os nossos filhos verbalizam o menos possível: eles nem sequer tocam à campainha da casa dos amigos não vá alguém atender - enviam mensagem por Instagram para lhes abrirem a porta: ″pt tou aki″. O outro responde com uma série de palavrões em abreviatura e a porta abre-se. Sei disto porque já vi e porque não respeito a privacidade dos meus filhos quando eles deixam as contas abertas no meu telemóvel. São uma delícia aqueles diálogos que não recomendo a pais sensíveis.

Uma pessoa quer que eles se mexam. Quer que eles se mexam e que se sentem diretos nos sofás. Já agora, que não estejam sempre a olhar para os telemóveis. Os telemóveis - alguém devia escrever um livro sobre a era dos telemóveis �� qual chamam erradamente era da globalização. Adiante. E essa pessoa, que são todos os pais do mundo, também quer que eles conversem, quer que dialoguem, que façam perguntas. No fundo quer que construam frases com sujeito, verbo, complemento direto e já agora indireto. Só que eles não conseguem. Hoje, os nossos filhos verbalizam o menos possível: eles nem sequer tocam à campainha da casa dos amigos não vá alguém atender - enviam mensagem por Instagram para lhes abrirem a porta: "pt tou aki". O outro responde com uma série de palavrões em abreviatura e a porta abre-se. Sei disto porque já vi e porque não respeito a privacidade dos meus filhos quando eles deixam as contas abertas no meu telemóvel. São uma delícia aqueles diálogos que não recomendo a pais sensíveis.

Uma pessoa gostava que os filhos fossem interativos com outros seres humanos e não apenas com a tecnologia e que não respondessem com interjeições na maioria das vezes. Que falassem português, brasileiro ou crioulo, mas que falassem. Às vezes, à noite nas suas orações, essa pessoa também pede que eles leiam um livro. Só um e até ao fim por gosto e com gosto: seja Camus ou José Rodrigues dos Santos, Astérix ou Somerset Maugham. Pede também alguma arrumação. Mas isso é assunto batido, estafado, sem solução, assim como o buraco das pensões, a dívida pública, o plástico nos oceanos.

E que se interessassem por coisas. Uma pessoa quer muito que eles se interessem por coisas, não interessa o quê, quando eles só se interessam por não ter interesses. Aquilo deve ser giro, dizemos nós - se o dizes é porque não é, pensam eles. Quando éramos inexperientes e eles crianças, idealizámos jovens que seriam interessados por desportos e arte, estudiosos. Imaginem jantares com filhos adolescentes a fazer perguntas sobre a situação económica, a discutir livros que tinham lido, a planear viagens e a fazer projetos para o futuro. Imaginem serões em que os vossos filhos pedissem para desligar a televisão e, ao som de Mozart, se entregassem à leitura de D. Quixote, interrompendo a melodia com uma gargalhada aqui e ali. A deitarem-se às horas certas para garantirem as nove horas de sono. Nem sei onde está o meu telemóvel, diria o garoto. Não imaginam.

Pessoas, não existem adolescentes preguiçosos, sem interesses, envergonhados; existem adolescentes (com pouco vocabulário, é verdade), sofás e telemóveis. Mas há um dia em que se levantam, acreditem.

Jurista

NewsItem [
pubDate=2022-01-14 19:26:00.0
, url=https://www.dinheirovivo.pt/opiniao/pt-tou-aki-14493308.html
, host=www.dinheirovivo.pt
, wordCount=445
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_01_14_746106100_pt-tou-aki
, topics=[opinião, opinião: inês teotónio pereira, coisa de família, economia]
, sections=[opiniao, economia]
, score=0.000000]