visao.sapo.ptvisao.sapo.pt - 26 nov. 12:17

Visão | Covid-19: Cabo-verdianos com mais de 60 anos recebem terceira dose da vacina em dezembro

Visão | Covid-19: Cabo-verdianos com mais de 60 anos recebem terceira dose da vacina em dezembro

A população cabo-verdiana acima de 60 anos recebe em dezembro a terceira dose da vacina contra a covid-19, anunciou hoje o ministro da Saúde, sublinhando que o país vive o "melhor momento" desde o início da pandemia

“Após cerca de dois anos de luta contra a pandemia, este é de facto o melhor momento, a melhor fase que o país está a atravessar”, afirmou o ministro Arlindo do Rosário, ao intervir esta manhã no parlamento, na discussão na generalidade da proposta de lei do Orçamento do Estado para 2022.

“Nós temos neste momento uma taxa de incidência acumulativa, nos últimos 15 dias, a nível nacional – e isso já e prolonga há várias quinzenas — de menos de 25 casos [de covid-19] por 100 mil habitantes”, apontou.

Em temos de vacinação contra a covid-19, que arrancou em Cabo Verde em março deste ano, Arlindo do Rosário garantiu que “está a decorrer num ritmo muito bom”, já com mais de 82% da população adulta com pelo menos a primeira dose administrada.

“E estamos a aproximar-nos de 70% com a segunda dose. Nós iremos avançar de imediato, ainda já neste mês de dezembro, com a terceira dose para a população acima dos 60 anos, dos grupos-alvo, de maior risco. E iremos também avançar com a vacinação de jovens com idade entre os 12 e os 18 anos”, acrescentou.

Até 14 de novembro, segundo dados oficiais do Ministério da Saúde, Cabo Verde já tinha recebido 715.150 doses de vacinas contra a covid-19 e tinha aplicado, dessas, 75,5%, tendo o Governo assumido, na proposta do Orçamento para o próximo ano, a meta de vacinar pelo menos 90% da população em 2022.

“Nós temos disponibilidade de vacinas. Dizer que já no dia 29 [de novembro] chegará uma boa dose de vacinas de Portugal e no dia 10 [de dezembro] chegam as vacinas dos Estados Unidos, da Pfizer, cerca de 200 mil doses”, anunciou ainda o ministro, no debate no parlamento.

“Podemos dizer ainda que há cerca de um mês [desde 23 de outubro], felizmente, o país não regista nenhum óbito por covid-19, o que significa que de facto a vacina é efetiva e está a responder não só em termos de redução da mortalidade, mas também em termos de casos sintomáticos”, sublinhou.

Para o ministro Arlindo do Rosário, há já um “impacto positivo da vacinação e de todas as medidas do ponto de vista sanitário” em Cabo Verde, o que “está também ligado a uma retoma gradual” da economia, nomeadamente do turismo.

“É bom de ver ilhas como o Sal, a Boa Vista, como o turismo está de novo a retomar”, concluiu.

De acordo com o mais recente boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, Cabo Verde tinha esta quinta-feira 46 casos ativos de covid-19 e diariamente, há algumas semanas, que regista menos de uma dezena de novos casos diários, o que acontece praticamente sem medidas de restrição há mais de um mês.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, o arquipélago soma 349 óbitos por complicações associadas à covid-19 e registou um total de 38.347 casos confirmados da doença, tendo 37.927 sido dados como recuperados.

PVJ // PJA

NewsItem [
pubDate=2021-11-26 12:17:03.0
, url=https://visao.sapo.pt/atualidade/mundo/2021-11-26-covid-19-cabo-verdianos-com-mais-de-60-anos-recebem-terceira-dose-da-vacina-em-dezembro/
, host=visao.sapo.pt
, wordCount=477
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_11_26_899958354_visao-covid-19-cabo-verdianos-com-mais-de-60-anos-recebem-terceira-dose-da-vacina-em-dezembro
, topics=[estados unidos da américa, mundo, portugal, covid-19, cabo verde]
, sections=[sociedade, actualidade]
, score=0.000000]