observador.ptobservador.pt - 26 nov. 11:21

Félix da Costa espera "voltar a ganhar o campeonato" na Fórmula E

Félix da Costa espera "voltar a ganhar o campeonato" na Fórmula E

António Félix da Costa quer "voltar a ganhar o campeonato" da Fórmula E deste ano. O piloto da DS Techeetah vai experimentar o carro em que vai competir esta época em Valência.

O português António Félix da Costa (DS Techeetah) afirmou esta sexta-feira que quer “voltar a ganhar o campeonato” na próxima temporada de Fórmula E, no dia de apresentação do monolugar com que vai enfrentar o próximo ano nos carros elétricos.

O objetivo é muito simples: vencer. Depois de ter ganhado há um ano e não ter vencido na temporada passada, tornou-se claro para mim que temos de estar na luta”, frisou o piloto de Cascais, que parte para a oitava temporada deste campeonato para carros elétricos.

Entre 29 de novembro e 2 de dezembro, Félix da Costa terá os testes de pré-temporada em Valência, Espanha, que enfrenta com otimismo.

“Este é o inverno em que mais trabalhámos, melhorámos a performance do carro. Queremos ganhar e é nisso que nos vamos concentrar ao longo do ano”, sublinhou, numa conferência de imprensa virtual.

O piloto português acredita que, na próxima temporada, vai ser mais fácil “ver mais regularmente os mesmos pilotos em luta na pista”, devido a algumas alterações nas regras de qualificação, que já não vão prejudicar os melhores pilotos como acontecia até aqui.

“Percebo porque estávamos a fazer a qualificação como estava a ser feita, em que parecia uma grelha invertida para proporcionar boas corridas e mais equilibradas. Agora vamos ver mais regularmente os mesmos pilotos em luta na pista e será preciso investir mais na qualificação. Acredito que serão boas corridas”, disse.

O circuito de Valência, que acolhe os testes de pré-temporada, foi palco, em 2021, de uma das corridas mais polémicas do campeonato, com vários pilotos a ficarem sem energia nos seus carros para terminar a corrida, incluindo o piloto português.

Félix da Costa diz acreditar que se tratou de uma exceção motivada pela pandemia de Covid-19, pois “não faz parte do ADN da Fórmula E correr em circuitos normais”, mas sim “correr em circuitos citadinos”.

“Não fazia parte do plano correr em Valência. É muito mais divertido correr em pistas citadinas. Todos querem continuar a correr em pistas no centro das cidades”, apontou Félix da Costa.

António Félix da Costa enfrenta a nova temporada com o DS E-TENSE FE2021 da DS Techeetah, agora com uma decoração em preto e dourado.

“Esta época do ano é sempre extremamente emocionante. Temos trabalhado a fundo com todos os engenheiros, mecânicos e restantes elementos da equipa, no sentido de podermos contar com todos os trunfos que nos permitam ganhar corridas e conquistar mais títulos. A nova decoração é fantástica e estou ansioso por voltar às corridas com esta equipa, na qual já estou há três anos e onde me sinto totalmente em família”, finalizou o piloto português, campeão em 2020.

A fechar, Félix da Costa deixou ainda um incentivo ao amigo Max Verstappen (Red Bull), envolvido na luta pelo título mundial de Fórmula 1 com Lewis Hamilton (Mercedes): “Go Max”.

A primeira prova do campeonato está prevista para a Arábia Saudita, em 28 de janeiro, com o encerramento a acontecer em 14 de agosto, em Seul, na Coreia do Sul, após 16 corridas.

NewsItem [
pubDate=2021-11-26 11:21:17.0
, url=https://observador.pt/2021/11/26/felix-da-costa-espera-voltar-a-ganhar-o-campeonato-na-formula-e/
, host=observador.pt
, wordCount=495
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_11_26_497728460_felix-da-costa-espera-voltar-a-ganhar-o-campeonato-na-formula-e
, topics=[valência, auto, automobilismo, desporto]
, sections=[desporto]
, score=0.000000]