jornaleconomico.sapo.ptjornaleconomico.sapo.pt - 26 nov. 07:55

Grupo Rangel investe 2,1 milhões na expansão para África do Sul e entrada na Zâmbia

Grupo Rangel investe 2,1 milhões na expansão para África do Sul e entrada na Zâmbia

A Rangel Logistics Solutions, da área da logística, com presença na África do Sul desde fevereiro de 2020, está a investir 2,1 milhões de euros na zona, para expandir as suas operações sul-africanas e abrir um novo escritório na Zâmbia.

Este investimento adicional reforça o compromisso da Rangel com o mercado africano, que inclui a aquisição de frota própria, crescimento da equipa local para criar 100 novos postos de trabalho até 2023, a expansão do armazém em Joanesburgo de 2.500 m² para 5.500 m², a abertura de novas instalações na Zâmbia e na fronteira da SA com o Namíbia (Nakop) e o Botsuana (Zeerust) em 2022 e várias novas geografias na África do Sul, incluindo Durban e Cidade do Cabo, até 2023.

A Rangel entrou no mercado sul africano em 2020, investindo no seu serviço de Clearing Agent (despachante aduaneiro), depois de abrir as instalações de Joanesburgo e abriu escritórios ao longo das principais fronteiras de Moçambique, Zimbabué e Botsuana: Komatipoort, Musina e Globlersburg em 2021.

“A aposta na África do Sul revelou-se ser muito positiva, superando as nossas expectativas iniciais em menos de dois anos. A posição estratégica de África do Sul no continente africano, faz deste, um ponto de ligação rodoviária a toda a África Austral, levando-nos a expandir as operações de forma a corresponder às exigências dos nossos clientes”, afirmou Nuno Rangel, CEO da Rangel Logistics Solutions.

“Apesar da recente presença na África do Sul, temos assistido a uma grande procura (orgânica) por parte dos nossos clientes por serviços em África. Decidimos agora entrar num novo país, a Zâmbia, onde somos o primeiro operador logístico português no mercado. Isto reforçará o serviço inland da Rangel no continente, uma vez que cria pontos de ligação com os portos marítimos da África do Sul, a principal gateaway da região, e consegue oferecer transporte cross-border com entregas diárias para todos os países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC)”, refere Nuno Rangel.

A Rangel já tem um vasto portfólio de clientes em transportes terrestres e atividades aduaneiras em África, sendo acreditado como Clearing Agent, garantindo ligações com a África Austral e África Oriental.

Nos próximos dois anos, o grupo planeia prosseguir com o seu plano de expansão, com novas aberturas no continente africano e reforçando os seus serviços de logística contratual, bem como o transporte marítimo e aéreo internacional.

NewsItem [
pubDate=2021-11-26 07:55:42.0
, url=https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/grupo-rangel-investe-21-milhoes-na-expansao-para-africa-do-sul-e-entrada-na-zambia-813409
, host=jornaleconomico.sapo.pt
, wordCount=345
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_11_26_1366960516_grupo-rangel-investe-2-1-milhoes-na-expansao-para-africa-do-sul-e-entrada-na-zambia
, topics=[empresas, economia]
, sections=[economia]
, score=0.000000]