jornaleconomico.sapo.ptjornaleconomico.sapo.pt - 14 out. 19:14

Marca de luxo deixa de destruir artigos não vendidos ou danificados após polémica no Tik Tok

Marca de luxo deixa de destruir artigos não vendidos ou danificados após polémica no Tik Tok

A utilizadora Anna Sacks denunciou a situação na rede social de vídeos curtos após se deparar com várias malas cortadas propositadamente no contentor do lixo da Coach, tornando os artigos inúteis.

De acordo com Sacks, a política da marca de luxo é encarregar um empregado de estragar a mercadoria para ninguém a reaproveitar.

No vídeo publicado no Tik Tok, a utilizadora mostra malas cortadas ao meio, sapatos com as alças cortadas de forma a não aproveitar e casacos com grandes rasgos. Anna Sacks alega que esta técnica usada pela marca – e outras – faz parte de uma lacuna fiscal que permite que as marcas digam que as mesmas foram “acidentalmente destruídas”.

O vídeo de Anna Sacks foi visto por mais de 560 mil pessoas e a história tomou outras proporções quando o supervisor Diet Prada no Instagram expôs a história recorrendo aos vídeo da utilizadora do Tik Tok.

@thetrashwalker##coach ##donatedontdump ##retailmademe ##dumpsterdiving ##shopping ##climatechange ##haul ##free ##eco ##recycle ##donate ##nyc ##thrift ##repair ##fashion ##style♬ Waltz of the Flowers – The Nutcracker – Pyotr Ilyich Tchaikovsky
NewsItem [
pubDate=2021-10-14 18:14:58.0
, url=https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/marca-de-luxo-deixa-de-destruir-artigos-nao-vendidos-ou-danificados-apos-polemica-no-tik-tok-796107
, host=jornaleconomico.sapo.pt
, wordCount=144
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_10_14_649306235_marca-de-luxo-deixa-de-destruir-artigos-nao-vendidos-ou-danificados-apos-polemica-no-tik-tok
, topics=[empresas, economia, moda]
, sections=[economia, vida]
, score=0.000000]