visao.sapo.ptvisao.sapo.pt - 14 out. 18:57

Visão | Dia Mundial da Ópera é celebrado pelo Teatro de S. Carlos com repertório do século XIX

Visão | Dia Mundial da Ópera é celebrado pelo Teatro de S. Carlos com repertório do século XIX

O Dia Mundial da Ópera que se assinala no próximo dia 25, é celebrado no Teatro Nacional de S. Carlos (TNSC), em Lisboa, com uma "visita encenada" e um recital de canção de câmara, como anunciou o teatro lírico português

O recital será protagonizado pela soprano Cristiana Oliveira e o tenor Luís Gomes, com a pianista Joana David e um programa dedicado ao repertório lírico do século XIX.

A “visita encenada para toda a família” é efetuada ao edifício do teatro, no Chiado, que foi alvo, recentemente, de intervenções de restauro, nomeadamente, com a renovação dos dourados e o tratamento de estuques, no interior, intervenções que estiveram a cargo da Fundação Ricardo Espírito Santo Silva.

Outra renovação foi a do pano de ferro, o obliterador de cena, já que o existente datava da década de 1940 e pesava 20 toneladas.

Este pano de ferro foi substituído por um outro, com menos de metade do peso, uma alteração significativa para a estrutura do edifício, que data do século XVIII.

A fachada foi também alvo de uma intervenção de restauro, tendo recuperado a cor original azul. 

Sobre a visita, às 15:00, refere o TNSC, em comunicado, que “convida as famílias a caminhar por vários espaços do teatro, da zona pública aos bastidores, desvendando algumas das etapas que antecedem a estreia de uma ópera”.

Sobre o recital, às 20:00, protagonizado por Cristiana Oliveira e Luís Gomes, destaca o teatro que se trata de “dois dos cantores portugueses que mais se têm evidenciado internacionalmente nos últimos anos”.

“Ambos já se apresentaram em São Carlos como intérpretes do grande repertório, recorde-se Leonora de ‘La Forza del Destino’ [de Verdi] ou Alfredo em ‘La Traviata’ [do mesmo compositor]”.

Cristiana Oliveira e Luís Gomes são acompanhados pela pianista Joana David, apresentando um programa centrado no repertório lírico do século XIX, que inclui árias e duetos de óperas de Verdi, Puccini, Massenet e Bizet, assim como do português Alfredo Keil, autor do Hino Nacional e de óperas como “Serrana”, “Irene” e “Dona Branca”.

O Dia Mundial da Ópera foi instituído em 2019 pela OPERA America, Ópera Latinoamérica e Opera Europa, organização da qual o TNSC faz parte, com “o objetivo de evidenciar o impacto positivo da ópera na sociedade, nomeadamente através da promoção da tolerância e da compreensão e, também, por via do estabelecimento de ligações entre pessoas através de emoções universais”.

Para a celebração foi escolhida a data de nascimento dos compositores Georges Bizet, em 1839, em Paris, e de Johan Strauss II, em 1899, em Viena, autores de óperas e operetas.

O TNSC é um edifício de feições neoclássicas, de autoria do arquiteto José da Costa e Silva, que abriu portas em junho de 1793. É o único teatro lírico do país.

NL // MAG

NewsItem [
pubDate=2021-10-14 17:57:03.0
, url=https://visao.sapo.pt/atualidade/sociedade/2021-10-14-dia-mundial-da-opera-e-celebrado-pelo-teatro-de-s-carlos-com-repertorio-do-seculo-xix/
, host=visao.sapo.pt
, wordCount=407
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_10_14_1857857060_visao-dia-mundial-da-opera-e-celebrado-pelo-teatro-de-s-carlos-com-repertorio-do-seculo-xix
, topics=[cultura, opera, atualidade, sociedade, política, música, teatro]
, sections=[vida, sociedade, actualidade]
, score=0.000000]