observador.ptobservador.pt - 15 out. 00:10

Bloco exige "acordo político" com medidas extra-Orçamento para viabilizar documento

Bloco exige "acordo político" com medidas extra-Orçamento para viabilizar documento

Em entrevista ao jornal Público, Mariana Mortágua frisou que partido quer acordo em medidas de várias áreas, que detalha. Há "uma aproximação" na área do Trabalho.

Em pleno impasse orçamental — que trouxe consigo a ameaça de uma crise política –, o Bloco de Esquerda vem exigir um “acordo político” escrito com o PS, que inclua medidas mais amplas e extra-Orçamento, para viabilizar o documento.

“Nós sempre fomos claros nisso”, disse a deputada e dirigente Mariana Mortágua, em entrevista ao programa Interesse Público, do jornal Público. E essa “clareza” em relação às medidas de “organização da sociedade e da economia” vai ao ponto de o partido indicar especificamente quais as suas linhas vermelhas para este Orçamento: três propostas laborais (reposição das leis pré-troika para o número de dias de férias, as indemnizações por despedimento e a contratação coletiva), a somar ao fim do fator de sustentabilidade para quem desconta há mais de 40 anos ou para quem se reformou entre 2014 e 2018 e teve um corte na reforma, e ainda a exclusividade dos médicos e a revisão das carreiras dos auxiliares.

Já no ano passado, questões como as leis laborais ou a exclusividade dos médicos estavam, aliás, no centro das exigências bloquistas.

Na entrevista, a deputada adianta que numa das medidas extra-Orçamento — ao que o Observador apurou, no campo laboral — se verifica uma “aproximação”, mas também critica a referência apenas “programática”, e não mais específica, que o Governo colocou sobre a dedicação plena dos médicos ao SNS na sua proposta de Orçamento.

O que o Bloco quer agora, como já tinha exigido no passado (em 2019, chegou a propor ao PS um acordo para uma nova geringonça, sem sucesso), é que as medidas sejam colocados num acordo “escrito” e “escrutinável”, o que poderá acontecer “até ao dia da votação”, frisa a deputada.

Quanto às ameaças de crise política, tal como o PCP, o Bloco passa a responsabilidade para as mãos do Governo: “Não é legítimo pedir aos partidos que aprovem Orçamentos sob a chantagem de uma crise política que só existe se o PS a quiser causar”, remata.

NewsItem [
pubDate=2021-10-14 23:10:54.0
, url=https://observador.pt/2021/10/15/bloco-exige-acordo-politico-com-medidas-extra-orcamento-para-viabilizar-documento/
, host=observador.pt
, wordCount=323
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_10_14_1218170410_bloco-exige-acordo-politico-com-medidas-extra-orcamento-para-viabilizar-documento
, topics=[orçamento do estado, bloco de esquerda]
, sections=[]
, score=0.000000]