visao.sapo.ptvisao.sapo.pt - 15 set. 20:47

Visão | Covid-19: África com mais 635 mortes e 29.875 novos casos nas últimas 24 horas

Visão | Covid-19: África com mais 635 mortes e 29.875 novos casos nas últimas 24 horas

O continente africano registou nas últimas 24 horas mais 635 mortes associadas à covid-19 e 29.875 novos casos de infeção pela doença, segundo dados do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC)

Segundo o África CDC, com estes novos números, o total de casos em África subiu para 8.081.985, enquanto o de vítimas mortais ascende agora a 204.660 e o de recuperados da doença passa para 7.385.885, mais 36.243 que no dia anterior.

A região da África Austral continua a ser a mais afetada do continente, com 3.816.544 casos e 106.638 óbitos associados à covid-19. Nesta região, encontra-se o país mais atingido pela pandemia, a África do Sul, que regista 2.864.534 casos e 85.302 mortes.

O Norte de África segue-se à África Austral nos números da covid-19, atingindo nas últimas 24 horas um total de 2.463.209 casos e 65.831 mortes associadas à doença.

A África Oriental contabiliza quase um milhão de casos (945.964) e 19.741 mortos, e a região da África Ocidental regista 628.822 casos de infeção e 9.206 mortes.

Já a África Central é a menos afetada pela pandemia com 227.446 casos registados no total e 3.244 mortes associadas à doença.

A Tunísia mantém-se como o segundo país africano com mais vítimas mortais a seguir à África do Sul, registando um total de 24.337 mortes e 696.279 infetados, seguindo-se o Egito, com 16.895 óbitos e 293.951 casos de infeção, e Marrocos, com 13.683 mortes e 908.349 pessoas infetadas.

Entre os países mais afetados estão também a Argélia, com 5.619 óbitos e 200.556 infetados, a Etiópia, com 5.001 vítimas mortais e 325.379 infeções, e o Quénia, com 4.928 mortes associadas à doença e 244.380 casos registados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Moçambique contabiliza 1.898 mortes associadas à doença e 149.671 casos acumulados desde o início da pandemia, seguindo-se Angola (1.360 óbitos e 51.407 casos), Cabo Verde (324 mortes e 36.816 infeções), Guiné Equatorial (131 óbitos e 10.498 casos), Guiné-Bissau (127 mortos e 6.031 infetados) e São Tomé e Príncipe (42 óbitos e 2.893 infeções).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A covid-19 provocou pelo menos 4.646.416 mortes em todo o mundo, entre mais de 225,72 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

LFS/APL) //RBF

NewsItem [
pubDate=2021-09-15 19:47:03.0
, url=https://visao.sapo.pt/atualidade/mundo/2021-09-15-covid-19-africa-com-mais-635-mortes-e-29-875-novos-casos-nas-ultimas-24-horas/
, host=visao.sapo.pt
, wordCount=404
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_09_15_521048915_visao-covid-19-africa-com-mais-635-mortes-e-29-875-novos-casos-nas-ultimas-24-horas
, topics=[mundo, covid-19, áfrica]
, sections=[actualidade]
, score=0.000000]