observador.ptobservador.pt - 16 set. 00:19

Canoísta Teresa Portela quer bons mundiais, mesmo sem a mesma exigência olímpica

Canoísta Teresa Portela quer bons mundiais, mesmo sem a mesma exigência olímpica

A canoísta, que em Tóquio2020 foi 10.ª em K1 200, admitiu ter equacionado prescindir dos mundiais. "Depois dos Jogos Olímpicos, é difícil estar no mundial com a mesma exigência", afirmou.

A canoísta olímpica Teresa Portela admitiu esta quarta-feira que é “difícil” manter nos mundiais de canoagem a “mesma exigência” de Tóquio2020′, contudo confia em “bons resultados” em Copenhaga, tanto em K1 200 como em K1 500 metros.

“Depois dos Jogos Olímpicos, é difícil estar no mundial com a mesma exigência, mas é um mundial e quero estar bem, como estive em Tóquio2020”, disse a atleta, em declarações à Agência Lusa.

Em Tóquio2020, Teresa Portela foi 10.ª em K1 200, distância na qual se qualificou, e sétima em K1 500, sendo que em Copenhaga vai competir em ambas as distâncias, entre quinta-feira e domingo.

A canoísta de Gemeses, Esposende, admitiu ter equacionado prescindir dos mundiais, que nunca se realizam em ano olímpico, contudo dispor de uma semana mais tranquila após regressar do Japão ajudou-a a recuperar forças e ânimo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Nem tinha a certeza se vinha ao mundial. Após os Jogos, como me senti bem, tive a vontade de vir e fazer uma boa competição. A semana mais calma deu-me força para continuar a trabalhar mais umas semanas e agora nem sinto esse desgaste. Até parece o início de outra época…”, confessou a canoísta de 33 anos.

Depois de competir em Copenhaga, virão as férias e a certeza de que, na próxima época, vai continuar a preparar-se com o mesmo afinco, independentemente do início da preparação para Paris2024 lhe reservar um K1 ou um misto com uma tripulação de equipas.

Se calhar vou mudar. Estarei tranquila com o que vier. Penso treinar, se calhar não num formato de estágios, mas mais em casa. Se continuar a ser competitiva, melhor, senão sinto que (integrar uma tripulação de equipa) não será frustração. Faz parte do meu caminho seguir outras coisas. É deixar as coisas fluir”, completou.

Teresa Portela inicia a sua competição na quinta-feira às 12:05 (11:05 em Lisboa) em K1 200, sendo que a húngara Dora Lucz, sexta em Tóquio2020, é a sua principal rival à única vaga direta para a final.

Leia também: Leia também: Leia também: Leia também:
NewsItem [
pubDate=2021-09-15 23:19:00.0
, url=https://observador.pt/2021/09/16/canoista-teresa-portela-quer-bons-mundiais-mesmo-sem-a-mesma-exigencia-olimpica/
, host=observador.pt
, wordCount=430
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_09_15_1532028932_canoista-teresa-portela-quer-bons-mundiais-mesmo-sem-a-mesma-exigencia-olimpica
, topics=[canoagem, desporto]
, sections=[desporto]
, score=0.000000]