observador.ptobservador.pt - 14 set. 21:16

Candidato do PSD quer vender ou concessionar Estádio Municipal de Braga

Candidato do PSD quer vender ou concessionar Estádio Municipal de Braga

O cabeça de lista da coligação encabeçada pelo PSD à Câmara de Braga quer vender ou concessionar Estádio Municipal de Braga, que foi uma "uma fatura pesadíssima de quase 200 milhões de euros".

O cabeça de lista da coligação PSD/CDS/PPM/Aliança à Câmara de Braga e presidente da autarquia, Ricardo Rio, apontou esta terça-feira a alienação do estádio municipal como uma das suas prioridades para o próximo mandato.

Em declarações aos jornalistas à margem da apresentação do seu caderno eleitoral, Rio adiantou que, se não houver interessados na compra do estádio, a solução passará pela rentabilização do equipamento em benefício do município.

“A primeira prioridade é alienar. Se não houver interessados, a rentabilização poderá passar por concessão, por operações de naming como aquelas que já foram concretizadas no passado mas na altura em benefício do clube [Sporting de Braga] e não do município”, referiu.

Para Ricardo Rio, que lidera a Câmara de Braga desde 2013, em caso de não se concretizar a venda do estádio serão adotadas “estratégias que permitam gerar receita para o município, para acomodar” algum do “substancial” investimento realizado ao longo dos últimos anos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O candidato socialista frisou que o estádio foi “uma fatura pesadíssima de quase 200 milhões de euros, dos quais quase 80 milhões pagos ao longo dos últimos oito anos”.

O dossiê estádio municipal faz parte do ponto do programa eleitoral designado “Ultrapassar o passado”, que inclui também a liquidação da parceria público-privada Sociedade Gestora dos Equipamentos de Braga, que, segundo adiantou Ricardo Rio, vai significar uma poupança de mais de 50 milhões de euros para os cofres municipais.

“Vamos libertar o município dos muitos ónus que herdámos do passado”, afirmou.

A mobilidade é uma das apostas da candidatura de Ricardo Rio àquele que, em caso de vitória, será o seu terceiro mandato.

Neste campo, a candidatura da coligação de direita propõe-se, designadamente, concretizar a alteração ao nó de Infias, desbloqueando aquela via “estruturante” do concelho, e promover o prolongamento da variante do Cávado até Ferreiros.

“Revolucionar” a mobilidade na cidade, com a implementação do “metrobus” em Braga, é outra das promessas de Ricardo Rio, que diz já estar garantido, por parte do Governo, um envelope financeiro de mais de 100 milhões de euros para o projeto.

Por outro lado, o projeto “School Bus” será alargado a todo o concelho, já no próximo ano letivo, garantindo assim transporte escolar dedicado a todas as escolas.

Liderar nas políticas de sustentabilidade e lançar a candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura 2027 são outros desideratos da equipa de Ricardo Rio.

Nas eleições de 26 de setembro, os cabeças de lista à câmara de Braga são Ricardo Rio (coligação PSD/CDS/PPM/Aliança), Hugo Pires (PS), Bárbara Barros (CDU), Alexandra Vieira (Bloco de Esquerda), Teresa Mota (Livre), Olga Baptista (Iniciativa Liberal), Rafael Pinto (PAN) e Eugénia Santos (Chega).

Leia também: Leia também: Leia também: Leia também:
NewsItem [
pubDate=2021-09-14 20:16:12.0
, url=https://observador.pt/2021/09/14/candidato-do-psd-quer-vender-ou-concessionar-estadio-municipal-de-braga/
, host=observador.pt
, wordCount=541
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_09_14_2144312042_candidato-do-psd-quer-vender-ou-concessionar-estadio-municipal-de-braga
, topics=[braga, autárquicas 2021, eleições]
, sections=[]
, score=0.000000]