A gravidade da cedência destes dados, atentatória de direitos, liberdades e garantias destes cidadãos (dois deles refugiados políticos), é uma clara violação a todos os instrumentos internacionais e nacionais