www.publico.ptpublico.pt - 11 jun 17:31

A galinha mourisca saiu d’ “O Santo da Montanha ”para os pratos de Famalicão

A galinha mourisca saiu d’ “O Santo da Montanha ”para os pratos de Famalicão

A Infanta D. Maria levou-a, em manuscritos, para Parma, no século XVI. Em 1680, Domingos Rodrigues incluiu a receita n’ Arte de Cozinha. E mais tarde, em 1866, encontrámo-la descrita por Camilo Castelo Branco. Agora, Famalicão resgata a galinha mour

Para o fidalgo D. José de Noronha, “um homem de boa prática” e também “bom cozinheiro”, “o comer é o principal”. É isso que ele diz em O Santo da Montanha, obra de 1866 de Camilo Castelo Branco. Para a mesa tosca onde se senta com familiares seguem duas galinhas coroadas por pirâmides de salpicão sobre toucinho. A personagem, sabedora do que se faz na cozinha, logo apresenta alternativas ao petisco. Uma delas de “comer e gritar por mais”: a galinha mourisca. No terceiro capítulo da obra, lê-se que o fidalgo aprendeu a receita com Arte de Cozinha, 1680, de Domingos Rodrigues, o primeiro livro de cozinha impresso em Portugal em 1680.

NewsItem [
pubDate=2021-06-11 16:31:51.0
, url=https://www.publico.pt/2021/06/11/fugas/noticia/galinha-mourisca-saiu-d-santo-montanha-pratos-famalicao-1966130
, host=www.publico.pt
, wordCount=115
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_06_11_244943898_a-galinha-mourisca-saiu-d-o-santo-da-montanha-para-os-pratos-de-famalicao
, topics=[gastronomia]
, sections=[vida]
, score=0.000000]