jornaleconomico.sapo.ptjornaleconomico.sapo.pt - 5 mai 10:26

Estudo diz que imigrantes asiáticos pagam 10 mil euros em média para chegar ao Alentejo

Estudo diz que imigrantes asiáticos pagam 10 mil euros em média para chegar ao Alentejo

O mesmo estudo, publicado pelo jornal "Público", revela ainda que a maioria dos trabalhadores agrícolas trabalham oito meses por ano e ganha um rendimento inferior ao limiar de pobreza

Um estudo divulgado, esta quarta-feira, indica que os imigrantes asiáticos pagam, em média, 10 mil euros para chegar ao Alentejo.

No estudo “O impacto da imigração no setor agrícola: o caso do Alentejo”, publicado pelo jornal “Público”, é referido que o valor é pago pelos imigrantes a redes criadas nos seus países de origem, com o intuito de regularizarem a sua situação e entrarem na Europa.

O mesmo estudo revela ainda que a maioria dos trabalhadores agrícolas trabalham oito meses por ano e ganha um rendimento inferior ao limiar de pobreza. Para os investigadores, as soluções para o problema podem passar por celebrar acordos bilaterais de contratação de trabalhadores com os países de origem para retirar peso a estas redes.

A situação dos imigrantes no Alentejo passou a estar em destaque quando, no final de abril, o Governo decretou uma cerca sanitária em duas freguesias específicas do concelho de Odemira pela alta taxa de incidência nestas áreas.

NewsItem [
pubDate=2021-05-05 09:26:47.0
, url=https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/estudo-diz-que-imigrantes-asiaticos-pagam-10-mil-euros-em-media-para-chegar-ao-alentejo-734913
, host=jornaleconomico.sapo.pt
, wordCount=155
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_05_05_954527348_estudo-diz-que-imigrantes-asiaticos-pagam-10-mil-euros-em-media-para-chegar-ao-alentejo
, topics=[sociedade, economia]
, sections=[economia, sociedade]
, score=0.000000]