www.jn.ptjn.pt - 5 mai 09:11

Estado e municípios têm cada vez menos trabalhadores em casa

Estado e municípios têm cada vez menos trabalhadores em casa

Em 84 autarquias, 51 reduziram número de funcionários no domicílio, de 2020 para 2021. Teletrabalho perde força no funcionalismo público. Parlamento discute nova lei, esta quarta-feira.

À medida que Portugal se adapta à pandemia, há cada vez menos trabalhadores do Estado e das autarquias em teletrabalho. O número de funcionários públicos nesse regime era, a 15 de fevereiro, 60 mil, menos oito mil do que no primeiro confinamento, em 2020. No poder local, das 84 câmaras que responderam ao inquérito do JN, 51 reduziram o número de trabalhadores em teletrabalho do primeiro para o segundo confinamento; em abril, só seis ainda tinham mais de 40% dos funcionários a trabalhar em casa. No país, segundo o Instituto Nacional de Estatística, havia apenas 11,6% de portugueses em teletrabalho no fim de 2020, contra 23,1% durante o confinamento desse ano. Esta quarta-feira, o Parlamento discute uma futura lei do teletrabalho.

No final de abril de 2021, apesar de o teletrabalho permanecer obrigatório, só as autarquias de Lisboa, Santo Tirso, Portimão, Monforte, Óbidos e Alandroal mantinham 40% ou mais dos seus funcionários a trabalhar em casa (no Porto, eram 29%). Pampilhosa da Serra registou o desconfinamento mais veloz, passando de 90% dos trabalhadores em teletrabalho durante o segundo confinamento (entre janeiro e março) para apenas 0,5% em abril.

NewsItem [
pubDate=2021-05-05 08:11:00.0
, url=https://www.jn.pt/economia/-estado-e-municipios-tem-cada-vez-menos-trabalhadores-em-casa-13685064.html
, host=www.jn.pt
, wordCount=187
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_05_05_818671009_estado-e-municipios-tem-cada-vez-menos-trabalhadores-em-casa
, topics=[municípios, munic�pios, coronavírus portugal, confinamento, coronav�rus portugal, trabalho, teletrabalho, economia, fun��o p�blica]
, sections=[economia]
, score=0.000000]