www.publico.ptpublico.pt - 8 abr 20:13

Portugal é o país da UE com menos casos de covid-19. Lisboa e Algarve pior que o resto do país

Portugal é o país da UE com menos casos de covid-19. Lisboa e Algarve pior que o resto do país

Portugal regista uma média de 56 casos por 100 mil habitantes. A média europeia aumentou para 397 infecções por 100 mil habitantes. Esta é a quarta semana consecutiva em que Portugal ocupa a melhor posição na União Europeia em termos de incidência d

Portugal continua a ser actualmente o país da União Europeia (UE) com uma menor taxa de incidência da covid-19 pela quarta semana consecutiva, de acordo com os dados mais recentes divulgados esta quinta-feira, 8 de Abril, pelo Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC, na sigla em inglês).

PÚBLICO - Aumentar

Nos últimos 14 dias, Portugal registou uma incidência de 56 casos de infecção pelo novo coronavírus por 100 mil habitantes, segundo o relatório semanal do ECDC.

Os dados do centro europeu revelam ainda que a incidência a 14 dias da covid-19 em Portugal foi mais elevada na faixa etária entre os 25 e os 49 anos, com 75 casos por 100 mil habitantes, seguindo-se os jovens com menos de 15 anos (73), o grupo dos 15 aos 24 anos (71), dos 50 aos 64 anos (58), as pessoas com mais de 80 anos (51 casos por cem mil habitantes) e a faixa etária dos 65 aos 79 anos (42).

Em segundo lugar na lista de países com os números mais baixos da UE (considerando apenas os 27 Estados-membros) está a Dinamarca, com 129 casos por cem mil habitantes, e em terceiro está a Finlândia, com 139. Seguem-se ainda a Irlanda (152) e Espanha (174).

Por outro lado, a Hungria ultrapassou a Estónia e é agora o país da União Europeia com maior incidência da covid-19, com 1118 casos por cem mil habitantes. Seguem-se a Estónia (1007), Polónia (989), República Checa (809) e França (802).

No entanto, o ECDC explica que, a 22 de Março, a província autónoma de Bolzano, em Itália, reportou 10.665 casos adicionais com data de notificação anterior a 15 de Janeiro, uma correcção que “afecta a taxa de notificação de casos de covid-19 a 14 dias para essa região”.

Numa outra nota explicativa, o ECDC destaca que, no que diz respeito aos dados da Eslováquia, apenas estão incluídos os casos confirmados através de um teste PCR. “A metodologia de recolha de dados do ECDC está a ser actualizada para permitir a inclusão dos casos diagnosticados através de testes de antigénio nos dados diários e semanais sobre o número total de casos e mortes”, pode ler-se.

Já no que diz respeito ao continente europeu, Portugal assume a 7.ª posição na lista de países e territórios com menor taxa de incidência, a seguir ao Vaticano, Guernesey, Ilhas Faroé, Jersey, Gibraltar e Islândia. A média europeia ronda agora as 397 infecções por 100 mil habitantes — o que corresponde a um aumento face à semana passada.

Lisboa e Algarve com incidências superiores ao resto do país

O mapa a cores divulgado pelo ECDC sobre a incidência da covid-19 na União Europeia mostra que Portugal encontra-se num nível de amarelo-torrado, que corresponde a uma taxa de incidência entre os 20 e os 59,9 casos por 100 mil habitantes. Por sua vez, as regiões de Lisboa e Vale do Tejo e do Algarve são representadas a laranja claro, o que significa que apresentam taxas de incidência superiores ao resto do país.

Numa nota que acompanha o mapa, o ECDC esclarece que esta representação a cores tem por base “dados registados uma vez por semana” e foi elaborada a 7 de Abril.

Os dados do ECDC por regiões confirmam esta diferença, com o Algarve a registar uma incidência a 14 dias de 82 casos por 100 mil habitantes, seguindo-se a Área Metropolitana de Lisboa (63), o Alentejo (56), o Norte (44) e o Centro (38). Já a Região Autónoma da Madeira contabiliza actualmente 123 casos por 100 mil residentes e os Açores 50.

Na semana passada, Portugal ocupava também a melhor posição na União Europeia em termos de casos de covid-19 por cem mil habitantes, com uma incidência a 14 dias de 60 novos casos de infecção por 100 mil habitantes.

Há cerca de um mês, era o terceiro país da União Europeia com menor incidência da doença, tendo chegado mesmo a surgir, há dois meses, em primeiro lugar na tabela ocupando a pior posição na Europa, com uma taxa de notificação de novos casos a 14 dias por cem mil habitantes de 1190.

Portugal é o quarto país da UE com menos mortes

Portugal é também actualmente o quarto país da União Europeia com menos mortes por covid-19, contabilizando 10 óbitos causados pela doença por milhão de habitantes, nos últimos 14 dias. Na semana passada, Portugal ocupava o 5.º lugar nesta lista, com 14.

Em termos mundiais, o primeiro da lista com mais mortes por milhão de habitantes nos últimos 14 dias é a Hungria, com 356, seguindo-se a Bósnia e Herzegovina (302), Wallis e Futuna (267), Bulgária (226) e a República Checa (210), quatro dos quais na Europa. A média europeia de mortes por milhão de habitantes fixou-se em 59.

De acordo com os dados divulgados pelo ECDC, o número de pessoas hospitalizadas com covid-19 em Portugal continua a descer. No dia 22 de Março, estavam internados 771 doentes, tendo este número baixado para 517 a 4 de Abril.

No espaço de duas semanas a ocupação das unidades de cuidados intensivos também diminuiu significativamente. A 22 de Março, havia 165 doentes com covid-19 em cuidados intensivos em Portugal, número que baixou para 117 a 4 de Abril.

Testagem à covid-19 diminui em Portugal

Ao longo dos últimos dias, a taxa de testagem à covid-19 em Portugal tem vindo a diminuir. O país regista actualmente uma média de 1619 testes realizados por 100 mil habitantes, segundo dados do ECDC. Na semana passada, Portugal contabilizava 1762 testes realizados por 100 mil habitantes, de acordo com os dados actualizados. Durante o mesmo período, a taxa de positividade dos testes à covid-19 aumentou de 1,62% para 1,67%.

Portugal passou a estar novamente na lista dos dez países da União Europeia que menos testes realizou na última semana, ocupando agora o 9.º lugar. No topo da lista daqueles que mais testaram está o Chipre, com 40.958 testes por 100 mil habitantes, seguindo-se a Dinamarca (33.954), a Áustria (24.374), o Luxemburgo (12.759) e a República Checa (9338).

Em termos totais, França foi o país da União Europeia com maior número de rastreios, somando 3.544.805 na 13.ª semana do ano. Áustria, Dinamarca, Alemanha e República Checa completam a lista dos cinco países com melhor classificação neste indicador.

NewsItem [
pubDate=2021-04-08 19:13:09.0
, url=https://www.publico.pt/2021/04/08/sociedade/noticia/portugal-pais-uniao-europeia-menos-casos-covid19-quarta-semana-consecutiva-1957774
, host=www.publico.pt
, wordCount=1024
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_04_08_126627195_portugal-e-o-pais-da-ue-com-menos-casos-de-covid-19-lisboa-e-algarve-pior-que-o-resto-do-pais
, topics=[coronavírus]
, sections=[sociedade]
, score=0.000000]