www.jn.ptjn.pt - 14 jan 20:55

Ginásio vai apostar no exercício online no novo confinamento

Ginásio vai apostar no exercício online no novo confinamento

Mal se entra no Eugénios Health Club, em Famalicão, há logo um alerta para a desinfeção das mãos. Depois segue a medição da temperatura. Ninguém entra no ginásio sem passar por estas duas etapas. Só depois é permitida a entrada para além da receção. Além destas e de outras medidas implementadas, os ginásios são um dos serviços que vão encerrar com o confinamento. O Eugénios vai apostar no exercício online.

Esta quinta-feira ao final da tarde, aulas que costumavam estar cheias tinham duas pessoas e a sala que junta diversas máquinas ainda estava longe da capacidade máxima em tempos de pandemia.

"Implementamos todas as medidas, fizemos um grande investimento em material de limpeza, desinfetantes, papel, tudo o que era preciso e foi recomendado e agora temos de fechar", nota Duarte Veiga, gerente do Eugénios Health Club, situado em Famalicão.

O responsável considera que perante os números alguma medida tinha de ser tomada, mas "não parece ser esta a forma adequada". Duarte sublinha que "nunca houve um foco de propagação" num ginásio até porque há uma série de regras a cumprir. "Eu mais do que ninguém quero que as regras se cumpram", diz.

E essas regras implicam menos gente a treinar, uma vez que o espaço de segurança a manter entre equipamentos e atletas implica necessariamente menos pessoas. Além disso, também há quem ainda não tenha regressado.

PUB

"Muitos clientes perderam o hábito de vir ao ginásio no primeiro confinamento e isso vai ter consequências na saúde pública", adiantou notando que "parece um contrassenso" suspender a atividade desportiva quando o sistema imunitário precisa de estar forte.

O mesmo considera Paulo Silva, que regressou ao desporto logo que os ginásios reabriram com balneários. O atleta considera que até podiam ter imposto mais regras e limitações nos ginásios mas nunca fechar. "O ginásio é seguro com todas as regras que temos. Acho que não faz sentido e isso levou-me a decidir que não vou votar nas presidenciais", adiantou.

Também Miguel Santos, outro atleta do Eugénios, considera que os ginásios são "locais seguros" por isso não concorda com o encerramento. "Vou ter de treinar individualmente", nota.

Antes do primeiro encerramento, o Eugénios Health Club recebia diariamente "350 a 400" atletas e atualmente a média ronda a centena. Duarte diz que atualmente estão a "pagar para trabalhar" porque ainda não conseguiram "equilibrar" as contas.

Apesar disso, o responsável considera que o primeiro confinamento também serviu para aprender algumas coisas. Por isso, vão apostar no exercício online através da UP TV, que além de aulas gravadas, dicas, nutricionista vai, agora, reativar as aulas em direto.

NewsItem [
pubDate=2021-01-14 20:55:00.0
, url=https://www.jn.pt/economia/ginasio-vai-apostar-no-exercicio-online-no-novo-confinamento-13233024.html
, host=www.jn.pt
, wordCount=356
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_01_14_58554870_ginasio-vai-apostar-no-exercicio-online-no-novo-confinamento
, topics=[gin�sios, pandemia, estado de emerg�ncia, confinamento, economia, covid-19, ginásios]
, sections=[economia]
, score=0.000000]