www.vidaeconomica.ptvidaeconomica.pt - 14 jan 18:28

EDP Renováveis vai construir dois parques eólicos

EDP Renováveis vai construir dois parques eólicos

O Banco Europeu de Investimento (BEI) vai conceder 65 milhões de euros à EDP Renováveis (EDPR) e o Banco BPI 47 milhões de euros, para financiar a construção e operação de dois parques eólicos em Portugal, nos distritos de Coimbra e Guarda, com uma capacidade total instalada de 125 MW. O projeto é cofinanciado pelo Banco BPI e o financiamento do BEI é apoiado pelo Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos (FEIE ou EFSI, na sigla inglesa), o pilar principal do Plano de Investimento para a Europa.
“Temos o prazer de contar com o apoio do BEI para o desenvolvimento de novos projetos, que vão contribuir para a concretização dos objetivos do Plano Nacional de Energia e Clima e das metas europeias, criando, ao mesmo tempo, mais de 500 empregos. Este projeto reforça o compromisso da EDP Renováveis com o setor renovável de Portugal e com a melhoria da qualidade de vida das gerações atuais e futuras, e consolida o nosso papel como líder de energias renováveis a nível mundial”, diz Rui Teixeira, CEO interino da EDP Renováveis.
 “Este acordo entre o BEI e a EDPR, alicerçado no Plano de Investimento da Comissão Europeia para a Europa, é vencedor tanto para o ambiente como para a economia. O financiamento, apoiado pelo Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos, vai gerar novos parques eólicos no Oeste e Norte de Portugal, ajudando o país a alcançar os seus objetivos energéticos ambiciosos e criando novo emprego no processo”, frisa Paolo Gentiloni, Comissário Europeu para a Economia. “Se queremos tornar a recuperação económica pós-Covid verde e inclusiva, é fundamental promover o fornecimento de energia renovável e a sua ampla utilização pelo setor produtivo e pelos cidadãos”, destaca Ricardo Mourinho Félix, vice-presidente do BEI, responsável pelas operações em Portugal.
“A adoção de critérios ESG – Environmental, Social and Governance – no lançamento de operações de investimento faz parte de uma nova tendência que terá uma relevância crescente, e muito importante, no futuro próximo”, conclui Pedro Barreto, administrador do BPI.

Novos parques com capacidade total instalada de 125M

Com este financiamento global de 112 milhões de euros, a EDPR vai desenvolver, construir e operar dois parques eólicos de média dimensão: Tocha II, com uma capacidade instalada de 33 MW, será construído no concelho de Cantanhede, distrito de Coimbra; e o parque eólico Sincelo, com uma capacidade instalada de 92 MW, estará localizado no distrito da Guarda, nos concelhos de Pinhel e Guarda, no Norte do país.
Quando estiverem operacionais, os dois parques eólicos vão contribuir para que Portugal cumpra os seus objetivos no Pacto Europeu para o Clima, em que se prevê que, em 2030, 47% do consumo bruto de energia seja de origem renovável. Estes projetos serão também relevantes para alcançar a meta vinculativa da Comissão Europeia de, no final desta década, ter pelo menos 32% do consumo final de energia a partir de produção por fontes limpas.


NewsItem [
pubDate=2021-01-14 18:28:38.0
, url=http://www.vidaeconomica.pt/vida-economica-1/publicacoes/edicao-num-1865-do-vida-economica-de-15012021/atualidade/edp-renovaveis-vai-construir-dois-parques-eolicos
, host=www.vidaeconomica.pt
, wordCount=389
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_01_14_299288481_edp-renovaveis-vai-construir-dois-parques-eolicos
, topics=[economia]
, sections=[economia, actualidade]
, score=0.000000]