visao.sapo.ptvisao.sapo.pt - 14 jan 22:44

Visão | Covid-19: Candidaturas ao apoio às rendas arrancam em 04 de fevereiro

Visão | Covid-19: Candidaturas ao apoio às rendas arrancam em 04 de fevereiro

As candidaturas ao apoio a fundo perdido às rendas comerciais vão iniciar-se em 04 de fevereiro e os pagamentos deverão começar a chegar às empresas durante a segunda quinzena de fevereiro

Esta calendarização foi adiantada hoje pelo ministro da Economia, Siza Vieira, durante uma conferência de imprensa conjunta com a ministra da Cultura para apresentação do alargamento das medidas de apoio à economia e às empresas por causa do novo confinamento geral.

Em causa está um apoio às rendas, que já tinha sido anunciado em dezembro, dirigido aos empresários em nome individual, micro, pequenas, médias e grandes empresas com um volume de negócios anual inferior a 50 milhões de euros.

A medida prevê que as empresas com uma quebra de faturação entre 25% e 40% recebem um apoio equivalente a 30% do valor da renda, até um máximo de 1.200 euros por mês. Já para as empresas com quebras de faturação superior a 40%, o apoio às rendas será equivalente a 50% destes custos, até ao máximo de 2.000 euros por mês.

O pacote de instrumentos contempla, além de novas medidas, o alargamento de medidas de apoio à situação de tesouraria das empresas já lançados e que até novembro fizeram chegar à economia 22 mil milhões de euros.

O apoio, a fundo perdido, visará as rendas do primeiro semestre de 2021 e as candidaturas arrancam em 04 de fevereiro e o mecanismo será o mesmo do programa Apoiar.

LT/DF // JNM

NewsItem [
pubDate=2021-01-14 22:44:03.0
, url=https://visao.sapo.pt/atualidade/economia/2021-01-14-covid-19-candidaturas-ao-apoio-as-rendas-arrancam-em-04-de-fevereiro/
, host=visao.sapo.pt
, wordCount=205
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2021_01_14_168960182_visao-covid-19-candidaturas-ao-apoio-as-rendas-arrancam-em-04-de-fevereiro
, topics=[empresário, atualidade, governo, política, economia, empresas, covid-19, visão saúde]
, sections=[economia, actualidade]
, score=0.000000]