expresso.ptexpresso.pt - 22 nov 23:18

Brexit. Neste acordo “todos vão ter de ceder”

Brexit. Neste acordo “todos vão ter de ceder”

Tempo escasseia para um acordo que não trará benefícios económicos imediatos. Objetivo é manter diálogo

Faltam sete semanas para o Reino Unido deixar de estar sob as regras do mercado único da União Europeia (UE) e as negociações continuam presas a dois problemas: quotas de pesca para barcos europeus em águas britânicas e a necessidade de estabelecer regras relativas à concorrência industrial, que Londres não parece disposta a assinar. Tem sido assim desde o início do ano. O país saiu da UE a 31 de janeiro e as mesmas duas batalhas parecem manter-se insolúveis.

“É verdade que ainda não resolvemos esses dois problemas, mas ambos os lados querem um acordo e todos vão ter de ceder: a UE vai ter de aceitar que terá menos milhas de pesca dentro das águas territoriais do Reino Unido. Por outro lado, o Reino Unido terá de aceitar que as regras de ajuda às empresas sejam vigiadas de muito perto pela UE”, diz ao Expresso o analista Matt Bevington, do grupo de académicos UK in a Changing Europe, especializado nas mudanças impostas pelo ‘Brexit’.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

NewsItem [
pubDate=2020-11-22 23:18:05.0
, url=https://expresso.pt/internacional/2020-11-22-Brexit.-Neste-acordo-todos-vao-ter-de-ceder
, host=expresso.pt
, wordCount=176
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2020_11_22_622859822_brexit-neste-acordo-todos-vao-ter-de-ceder
, topics=[internacional]
, sections=[actualidade]
, score=0.000000]