expresso.ptexpresso.pt - 22 nov 18:56

Hotéis de cinco estrelas já com salários em atraso

Hotéis de cinco estrelas já com salários em atraso

Há 100 mil empregos em risco a partir de janeiro se não houver apoios específicos aos hotéis, alerta o presidente da AHP

A chegar ao limite da tesouraria, sem mais capacidade para pagar salários, rendas ou fornecedores por falta de apoios ajustados à atividade. Esta é a situação que já se vive em muitos hotéis de maior dimensão, com quatro ou cinco estrelas e centenas de trabalhadores, em cidades como Lisboa ou Porto, segundo alerta o presidente da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), Raul Martins.

“Já há hotéis com salários em atraso, a entrar em incumprimento com os fornecedores, e o que vai acontecer é que se não houver apoios urgentes à tesouraria vão começar a incumprir no pagamento de impostos, rendas, serviços, despedem os trabalhadores e depois entram em falência... É um processo mais do que previsível”, adverte Raul Martins, antecipando que “a partir de janeiro vai haver mais 100 mil desempregados”, se os hotéis não tiverem apoios para pagar salários e outros custos fixos que têm de suportar, mesmo estando de portas fechadas.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

NewsItem [
pubDate=2020-11-22 18:56:39.0
, url=https://expresso.pt/economia/2020-11-19-Hoteis-de-cinco-estrelas-ja-com-salarios-em-atraso
, host=expresso.pt
, wordCount=165
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2020_11_22_233117408_hoteis-de-cinco-estrelas-ja-com-salarios-em-atraso
, topics=[economia]
, sections=[economia]
, score=0.000000]