expresso.ptexpresso.pt - 22 nov 18:55

Entrevista a Virgílio Macedo, candidato a bastonário: “Auditores são usados como bodes expiatórios de outras falhas”

Entrevista a Virgílio Macedo, candidato a bastonário: “Auditores são usados como bodes expiatórios de outras falhas”

Ex-deputado do PSD candidata-se, agora, a bastonário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas. Virgílio Macedo tem críticas ao Banco de Portugal e a entidades que, diz, passam culpas próprias para os auditores

Virgílio Macedo, candidato à Ordem dos Revisores Oficiais de Contas, acredita que a reputação da profissão está em baixo não por erros cometidos, mas sobretudo porque há uma clara diferença de expectativas entre o que pedem aos auditores e o que estes profissionais podem entregar.

O que tem para oferecer de diferente para se candidatar à OROC?

Penso que a OROC terá de ter uma atitude diferente. Tem de ser uma Ordem mais moderna, mais dinâmica, mais proa­tiva na defesa da profissão. Tem de ser uma Ordem que faça a aposta na credibilização da profissão.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

NewsItem [
pubDate=2020-11-22 18:55:01.0
, url=https://expresso.pt/economia/2020-11-19-Entrevista-a-Virgilio-Macedo-candidato-a-bastonario-Auditores-sao-usados-como-bodes-expiatorios-de-outras-falhas
, host=expresso.pt
, wordCount=105
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2020_11_22_180086443_entrevista-a-virgilio-macedo-candidato-a-bastonario-auditores-sao-usados-como-bodes-expiatorios-de-outras-falhas
, topics=[economia]
, sections=[economia]
, score=0.000000]