expresso.ptexpresso.pt - 22 nov 18:15

Reportagem na freguesia açoriana mais laranja: “Quem votou no PSD não votou nos outros”

Reportagem na freguesia açoriana mais laranja: “Quem votou no PSD não votou nos outros”

Em Lomba da Fazenda, a freguesia açoriana onde o PSD teve o melhor resultado, não há simpatia pelo Chega nem por discutir política ou o tema das coligações

O cheiro a madeira queimada mistura-se com o doce da típica massa sovada açoriana. O aroma atravessa a porta que separa o pequeno balcão castanho da zona dos fornos a lenha. Alegria e Paz é mote e marca da única padaria da Lomba da Fazenda, uma pequena freguesia rural com cerca de 800 habitantes, no concelho do Nordeste, numa das pontas da ilha de São Miguel. Lá dentro, três mulheres dividem o tempo e as mãos entre a sala de amassar e a de cozer. “Tínhamos clientes de toda a ilha, mas agora com a covid tivemos quebras muito, muito grandes”, começa por explicar Ilda Cabral, padeira há mais de 20 anos. Os turistas deixaram de aparecer e os açorianos também. “Não recebo ordenado desde abril do ano passado e continuo a vir trabalhar com a esperança disto continuar, mas veio a pandemia e piorou tudo.” Ilda diz que vive com a pensão do marido e recusa voltar as costas à cooperativa que ajudou a fundar, agora em risco de fechar. Helena Amaral também não vê o salário desde julho e Duartina Pacheco desde agosto. A autarquia do PSD aprovou, no mês passado, uma verba de apoio no valor de 10 mil euros.

A conversa na padaria acaba por ir ter ao assunto que levou o Expresso à Lomba da Fazenda. Ilda diz que “nunca falha uma ida às urnas”, mas garante que política não é com ela. “Isto tem estado para aí uma guerra”, prossegue. “Então a coligação só conhecemos depois das eleições?”, pergunta Helena. “Isso é que acho torto, quem votou no PSD não votou nos outros, votámos em separado e agora fazem a coligação e vai tudo para o Governo. Se antes eles rabujavam, agora vão rabujar ainda mais”, garante. “Em casa onde toda a gente manda, todos ralham e ninguém tem razão”, atira Duartina.

“A GENTE NÃO SE INTERESSA PELA POLÍTICA, SENHORA”

A cerca de 500 metros da padaria, duas raparigas na casa dos 20 anos sobem uma das ruas — quase sempre desertas — com duas vassouras, uma pá e um balde. Jéssica Soares é a única que aceita falar. Tem 27 anos e um curso de jardinagem equivalente ao nono ano. Jéssica desconhece que foi na Lomba da Fazenda que o PSD obteve a maior vitória nas eleições regionais: 57,56% dos eleitores escolheram o símbolo laranja, numa freguesia que em 2012 votou PS. Seguiu as eleições? “Eu não!” A jovem jardineira sabe que os socialistas venceram as regionais, mas não sabe que reza tem o resto da história. “A gente não se interessa pela política, senhora”, foi a frase mais longa que proferiu.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

NewsItem [
pubDate=2020-11-22 18:15:13.0
, url=https://expresso.pt/politica/2020-11-22-Reportagem-na-freguesia-acoriana-mais-laranja-Quem-votou-no-PSD-nao-votou-nos-outros
, host=expresso.pt
, wordCount=449
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2020_11_22_161836404_reportagem-na-freguesia-acoriana-mais-laranja-quem-votou-no-psd-nao-votou-nos-outros
, topics=[política]
, sections=[actualidade]
, score=0.000000]