www.sabado.ptleitores@sabado.cofina.pt (Sábado) - 21 nov 13:00

Lobos e cordeiros

Lobos e cordeiros

Para não dar lucro aos “privados”, será legítimo que os portugueses fiquem sem tratamento nos hospitais do Estado? O que interessa é a beleza do ideal. E, nesse ideal, não entram as garras dos “abutres” da saúde, mesmo que isso implique a morte de centenas ou milhares - Opinião , Sábado.
UM DIA PERGUNTARAM a Eric Hobsbawm a questão fundamental: se uma sociedade sem classes pudesse efectivamente ser realizada, será que isso justificaria a morte de milhões de seres humanos? Hobsbawm respondeu que sim, o que é perfeitamente lógico na cabeça de um comunista: não se fazem omeletes perfeitas sem partir alguns ovos.

O mesmo raciocínio, a uma escala imensamente menor, anda a ser exibido por aí. Para não dar lucro aos "privados", será legítimo que os portugueses fiquem sem tratamento nos hospitais do Estado? Porque é disso que se trata quando esprememos a conversa fiada. Uma parte da esquerda, à semelhança de Hobsbawm, também não hesita no sacrifício. Mesmo que a despesa por doente não Covid (ou até por doente Covid, sem ventilação) seja mais baixa no privado do que no público.
capa Assine já a Sábado digital por 1 euro para ler este artigo no ePaper ou encontre-o nas bancas a 17 de novembro de 2020.
Se já é assinante, faça login e leia o artigo diretamente no ePaper da SÁBADO.
NewsItem [
pubDate=2020-11-21 13:00:00.0
, url=https://www.sabado.pt/opiniao/cronistas/joao-pereira-coutinho/detalhe/lobos-e-cordeiros
, host=www.sabado.pt
, wordCount=169
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2020_11_21_1886006355_lobos-e-cordeiros
, topics=[opinião, joão pereira coutinho]
, sections=[opiniao]
, score=0.000000]