www.publico.ptAlexandra Jesus - 18 out 08:00

Hipnose realizada por não psicólogos: até quando?

Hipnose realizada por não psicólogos: até quando?

Actualmente, existe um reino repleto de hipnoterapeutas que se intitulam, muitas das vezes, de “licenciados em psicologia”, transparecendo a falsa ideia de que são psicólogos. Como é que não existe uma maior regulação?

Actualmente, existe um reino repleto de hipnoterapeutas que se intitulam, muitas das vezes, de “licenciados em psicologia”, transparecendo a falsa ideia de que são psicólogos, já que a Ordem dos Psicólogos Portugueses disponibiliza um directório para o confirmar.

De acordo com o parecer emitido pela Ordem dos Psicólogos Portugueses no Verão de 2014, o que se sabe é que: “A hipnose é uma das técnicas de intervenção das quais a Psicologia se pode socorrer para trabalhar as emoções, conflitos internos e o inconsciente do cliente. (…) Faz parte do perfil de competências profissionais dos psicólogos e dos actos que podem realizar enquanto psicólogos”. Avança ainda que “a prática de prestação de serviços psicológicos que inclui a hipnose, praticada por profissionais de saúde não qualificados, apresenta uma ameaça à saúde pública.”

Sabendo-se da existência deste parecer, e não se tratando de uma questão de “quintas” mas sim de saúde mental, interrogo-me como é que não existe uma maior regulação neste tipo de actividade profissional, em que muitos desses “hipnoterapeutas” apresentam, por exemplo, nos seus slogans promocionais o mote “cura em perturbações de personalidade”, quando se sabe que os distúrbios de personalidade não têm cura, mas podem, sim, ser amenizados, conseguindo-se diminuir o sofrimento do indivíduo através de tratamento psicológico?

Muitos desses “hipnoterapeutas” apresentam, por exemplo, nos seus slogans promocionais o mote “cura em perturbações de personalidade”, quando se sabe que os distúrbios de personalidade não têm cura, mas podem, sim, ser amenizados.

Outra questão não menos importante é a duração destes cursos e a (in)justiça inerente. Avaliando a situação, um psicólogo tem que estudar cinco anos (três de licenciatura, mais dois de mestrado) e realizar um estágio profissional de um ano para poder ser membro efectivo da Ordem e, para realizar hipnose adequadamente, deve realizar um curso de pós-graduação. Então como é que não existe um controlo nos cursos de hipnose realizados em 250 horas (ou até menos), que são certificados, sem que não haja uma avaliação de certos pré-requisitos que deveriam de ser obrigatórios?

Mais populares
  1. A carregar...

É extremamente importante reflectir sobre todo este panorama, de modo que todos possam compreender esta questão crucial, fomentar a literacia e avaliar o que, de facto, é melhor para si.

NewsItem [
pubDate=2020-10-18 07:00:00.0
, url=https://www.publico.pt/2020/10/18/p3/cronica/hipnose-realizada-nao-psicologos-ate-1934264
, host=www.publico.pt
, wordCount=364
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2020_10_18_944181283_hipnose-realizada-por-nao-psicologos-ate-quando
, topics=[megafone]
, sections=[opiniao]
, score=0.000000]