desporto.sapo.ptdesporto.sapo.pt - 18 out 18:11

Giro: Hart ‘mete a quinta’ da INEOS, Kelderman assume-se e Almeida aguenta

Giro: Hart ‘mete a quinta’ da INEOS, Kelderman assume-se e Almeida aguenta

Almeida, quarto colocado, a 37 segundos, perdeu 35 segundos para Kelderman, que ainda bonificou pelo segundo lugar.

A INEOS venceu hoje pela quinta vez na Volta a Itália em bicicleta, por Tao Geoghegan Hart, numa 15.ª tirada em que Wilco Kelderman (Sunweb) assumiu-se como grande favorito e o português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) segurou a liderança.

O britânico cumpriu os 185 quilómetros entre a base aérea de Rivolto e Piancavallo em 4:58.52 horas, dois segundos à frente do holandês Kelderman, que foi segundo classificado, e quatro do australiano Jai Hindley (Sunweb), terceiro, após um ‘sprint’ entre o trio que se isolou em relação ao grupo dos favoritos.

Almeida, quarto colocado, a 37 segundos, perdeu 35 segundos para Kelderman, que ainda bonificou pelo segundo lugar, mas manteve a camisola rosa, com 15 segundos de vantagem para o holandês, com Hindley no terceiro lugar, a 2.56 minutos, e grande parte dos restantes favoritos agora mais distantes do português.

Antes de o pelotão ‘sofrer' na última dificuldade do dia, formou-se uma fuga de 12 ciclistas, a que Ruben Guerreiro (Education First) ainda tentou aceder, numa cedência que lhe custou a liderança da classificação da montanha.

Esta passou para o italiano Giovanni Visconti (Vini Zabù-KTM), que estava entre os fugitivos e chegou aos 118 pontos, agora bem acima dos 78 do português.

Apanhada a fuga, foi no já reduzido grupo de favoritos que se decidiu a etapa e a principal atração do dia, com o britânico que viria a vencer a etapa a juntar-se à ‘aliança' Sunweb para se isolar na frente.

O trio de Kelderman, Hindley e Hart criou diferenças na última subida e se os dois ciclistas da formação alemã procuravam ‘roubar' a liderança da ‘corsa rosa' a Almeida, Hart ia para uma vitória de etapa que acabou por ‘discutir', já nos últimos metros, e acordar com os rivais.

Aos 25 anos, estreia-se a vencer em grandes Voltas e, na meta, apontou para o céu, dedicando a vitória, como outros corredores da equipa este ano, ao francês Nicolas Portal, antigo ciclista e diretor desportivo dos britânicos que morreu em março.

Com o sétimo ‘top 10' em etapas, mais do que qualquer outro ciclista em prova, Almeida garantiu que, aos 22 anos, amplia o recorde máximo de ciclistas sub-23 em dias de ‘maglia rosa' vestida, com 13, ampliando a diferença para os anteriores recordistas, Damiano Cunego e Eddy Merckx, com 11.

Numa subida de 14,3 quilómetros e alguns troços com pendentes de inclinação bem altos, numa média de 7,8%, Almeida fez o que já tinha feito noutro tipo de etapas, de ‘sprints' a ‘cronos': pôs a língua de fora e ‘sofreu', sozinho, pela subida acima, mesmo quando perdeu o trio da frente de vista.

Ao agarrar-se ao que descreveu, mais tarde, como um "festival de sofrimento", cortou a meta em quarto, manteve a ‘maglia rosa' e distanciou-se de quase todos os principais adversários, estabelecendo o que, à porta do segundo dia de descanso, parece uma luta em dois blocos: entre a Deceuninck-QuickStep de Almeida e a Sunweb de Kelderman e Hindley.

Mesmo tendo cedido tempo para Kelderman e visto Hindley aproximar-se, agora no terceiro lugar, além da ‘escalada' de Hart até ao quarto posto, o português ganhou tempo a todos os restantes concorrentes e, além destes três adversários, todos os outros seguem a mais de três minutos.

O espanhol Pello Bilbao (Bahrain-McLaren) é quinto, a 3.10 minutos, o polaco Rafal Majka (BORA-hansgrohe) é sexto, a 3.18, e o italiano Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo), que tem as três grandes Voltas no palmarés, é sétimo, a 3.29.

O italiano Domenico Pozzovivo (NTT) também cedeu e é oitavo, a 3.50 minutos, com o austríaco Patrick Konrad (BORA-hansgrohe) já a 4.09, no nono lugar, e o colega de equipa italiano de Almeida, Fausto Masnada, a fechar o ‘top 10', a 4.12.

Um dia menos feliz para Ruben Guerreiro significou que perdeu a liderança da montanha e 13 posições na geral, em que caiu para o 38.º posto, após acabar fora do ‘top 100' no dia de hoje.

Na segunda-feira, cumpre-se o segundo e último dia de descanso, antes de uma derradeira semana de prova, com seis etapas, marcada pela alta montanha, antes do contrarrelógio da 21.ª etapa, em Milão.

NewsItem [
pubDate=2020-10-18 17:11:34.0
, url=https://desporto.sapo.pt/modalidades/ciclismo/artigos/giro-hart-mete-a-quinta-da-ineos-kelderman-assume-se-e-almeida-aguenta
, host=desporto.sapo.pt
, wordCount=668
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2020_10_18_1204216820_giro-hart-mete-a-quinta-da-ineos-kelderman-assume-se-e-almeida-aguenta
, topics=[/modalidades/ciclismo/, desporto, modalidades, ciclismo]
, sections=[desporto]
, score=0.000000]