expresso.ptJoão Vieira Pereira - 17 out 08:57

Poucochinho vezes zero também é zero

Poucochinho vezes zero também é zero

Este Orçamento fica conhecido não pelo que lá está, mas pelo que não está lá. Pelo vazio total

Insiste-se na ideia de que este é um Orçamento de esquerda. Tenho dificuldade em entender este conceito. O que é um Orçamento de esquerda? O que estabelece tal classificação? A criação de um novo apoio social durante uma profunda crise económica e social não merece rótulo ideológico. É apenas bom senso. O reforço da proteção dos mais desfavorecidos, do emprego, do investimento público, a tentativa de proteção dos sectores mais atingidos pela pandemia e o objetivo de tentar fazer restart à economia são transversais. Em 2016, o Partido Socialista entrou numa estrada da qual insiste em não se desviar um milímetro, dividir Portugal entre esquerda e direita, renegando a recente história política nacional e marginalizando o meio termo. Como se fosse obrigatório escolher se somos de direita ou de esquerda, como se tivéssemos de pertencer a um gangue, obrigados a fazer uma tatuagem, passar um ritual de iniciação e dizer sempre sim ao chefe máximo.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

NewsItem [
pubDate=2020-10-17 07:57:59.0
, url=https://expresso.pt/opiniao/2020-10-17-Poucochinho-vezes-zero-tambem-e-zero
, host=expresso.pt
, wordCount=167
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2020_10_17_728083299_poucochinho-vezes-zero-tambem-e-zero
, topics=[opinião]
, sections=[opiniao]
, score=0.000000]