expresso.ptJoão Silvestre - 17 out 10:23

Meio keynesiano, meio de esquerda

Meio keynesiano, meio de esquerda

Este Orçamento não tem austeridade, mas dá um impulso bastante limitado e tem alguns problemas de equidade

Este é um Orçamento bom para Portugal e para os portugueses.” A frase foi usada como um bordão por João Leão para defender o seu primeiro Orçamento como ministro das Finanças. Repetiu-a várias vezes. Percebe-se que defenda a sua cria mas, na verdade, a frase em si pouco ou nada diz sobre a natureza daquele que é, porventura, o Orçamento mais importante das nossas vidas. Porque vivemos uma crise de dimensões históricas e porque 2021 é, precisamente, o ano em que o embate se agudizará. A todos os níveis. A começar na dimensão social. As estatísticas chegam sempre com algum desfasamento temporal, no entanto há já indicadores mais do que suficientes para perceber a situação dramática que muitas famílias vivem.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

NewsItem [
pubDate=2020-10-17 09:23:30.0
, url=https://expresso.pt/opiniao/2020-10-17-Meio-keynesiano-meio-de-esquerda
, host=expresso.pt
, wordCount=132
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2020_10_17_276275234_meio-keynesiano-meio-de-esquerda
, topics=[opinião]
, sections=[opiniao]
, score=0.000000]