expresso.ptHenrique Monteiro - 17 out 09:15

A subcave da economia ou a barraca e a habitação social

A subcave da economia ou a barraca e a habitação social

Fala-se em milhões, mas, na realidade, o que cada um dos beneficiados recebe são tostões. Um aumento de 10 euros mensais é celebrado (não por quem o recebe, mas por quem o dá) como grande vitória

Imagine-se que a sociedade é um prédio modesto. Os mais pobres dos pobres vivem na subcave, sem ver o sol. Um pouco acima, com janelas à altura dos pas­seios das ruas, vivem os pobres menos pobres; no rés-do-chão, os remediados cheios de dificuldades, e por aí fora, até um sétimo ou oitavo andar. Aqui vive-se à larga, ao contrário da subcave, claramente sobrelotada. A cave, aliás, tem igualmente gente a mais, o que se vai repetindo com intensidade menor nos pisos imediatamente superiores, até se chegar à largueza dos de cima.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.

NewsItem [
pubDate=2020-10-17 08:15:56.0
, url=https://expresso.pt/opiniao/2020-10-17-A-subcave-da-economia-ou-a-barraca-e-a-habitacao-social
, host=expresso.pt
, wordCount=103
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2020_10_17_1872814163_a-subcave-da-economia-ou-a-barraca-e-a-habitacao-social
, topics=[opinião]
, sections=[opiniao]
, score=0.000000]