eco.sapo.pteco.sapo.pt - 17 set 08:10

Brasileira Odebrecht paga luvas de 3,6 milhões a “Príncipe” da política portuguesa

Brasileira Odebrecht paga luvas de 3,6 milhões a “Príncipe” da política portuguesa

O Ministério Público está a investigar subornos milionários pagos pela construtora brasileira Odebrecht a um político português com o nome de código de "Príncipe".

A construtora brasileira Odebrecht, envolvida no caso de corrupção Lava Jato, alegadamente pagou luvas de mais de 3,6 milhões de euros a um político português protegido com o nome de código “Príncipe”, avança o Correio da Manhã (acesso pago). Estes pagamentos estarão relacionados com a obra da barragem do Baixo Sabor, pertencente à EDP, e estão a ser investigados pelo Ministério Público no âmbito do caso EDP.

Os supostos subornos milionários terão sido pagos entre setembro de 2008 e março de 2009. Estes pagamentos, relacionados com a barragem que foi construída pela Odebrecht e pelo Grupo Lena, são revelados numa carta rogatória enviada pelo Ministério Público Federal do Brasil, em agosto de 2019, aos procuradores do caso EDP. O objetivo agora é descobrir quem é este “Príncipe”.

As datas dos alegados pagamentos de luvas, diz o Correio da Manhã, são muito próximas de reuniões entre Manuel Pinho, ministro da Economia na altura, António Mexia, então líder da EDP, e Ricardo Salgado, à data líder do Banco Espírito Santo (BES) e do Grupo Espírito Santo (GES).

1
1